Lisboa –  Os constantes apelos da juventude  do MPLA, em reafirmar o desejo de ver o Presidente  José Eduardo dos Santos (JES) como o cabeça de lista nas eleições de 31 de Agosto em Angola,  é encarada em meios políticos  neutros  como reação desta franja juvenil  aos rumores de que Manuel Vicente pode ser o sucessor de JES, a qualquer momento.


Fonte: Club-k.net

Manifestam apoio incondicional a JES

A campanha pela permanência de JES no poder (Também entendida como Anti- Manuel Vicente)  é encabeçada pelo primeiro Secretario  Nacional da JMPLA, Sergio Luther  Rascova (na foto) que em duas ocasiões recentes (Benguela e Luanda), manifestou   quem  é que  a sua organização  deseja  como próximo Presidente de Angola.  O  responsável da JMPLA, na província do  Uige, Garcia Pedro Zó,  reagiu também por ocasião do “14 de Abril” manifestando que  quer  JES,   a concorrer nas próximas eleições e não “um outro candidato”.


Em sentido oposto as reações dos lideres da JMPLA, há  uma  corrente  interna oriunda das  estruturas da juventude do partido que residiu no exterior do país.  De acordo com informações, baseadas nos seus desabafos,  esta corrente  de jovens  gostaria de ver  o actual Ministro da  Coordenação  Econômica, Manuel Vicente, na chefia do Estado angolano sob alegação de que o mesmo é uma figura pouco partidária  pelo que ajudaria na despartidarização   do  Estado angolano.  Esta  corrente, não obstante sentir que  JES seja  merecedor de  repouso da actividade política,  sente que se deve fazer a rotura do legado do actual chefe de Estado em colocar  o “partidarismo”  por cima do país. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: