Luanda - Kid Sebastião Manuel, mais conhecido pelo seu nome artístico “Kid Mc” é músico, é considerado uma das maiores revelações do hip hop Angolano, começou a sua carreira musical em meados dos anos 2000, desde o início da sua carreira gravou três álbuns, é realmente visto pela sua forma revolucionária ao estilo “underground”, com o seu timbre vocal e fortemente clamoroso.


* Manuel De Sousa
Fonte: ACE Report

Maioria das suas músicas foca em questões controversas na sociedade, factos relacionado com o quotidiano, questões como a hierarquia de classes, a pobreza e sobre tudo a discriminação social. Maior parte das composições é de sua autoria e fizeram a entrada nas paradas de sucesso Angolano.


O seu primeiro álbum, intitulado “Caminhos”, lançado em 2008, na qual teve vendas em um número razoável mais não obteve grande reconhecimento por parte do público, embora não tenha tido grande apoio da media e promotoras de espectáculos, neste que acabaria de não fazer maior sucesso no que concerne ao segundo e terceiro álbum.


Kid Mc lançou o segundo álbum em 2009, intitulado “Breves considerações” – um álbum extraído de Mixtape, efectivamente controverso, foi bem-sucedido e contribuí para o aumento da popularidade do hip hop nacional, eventualmente o seu número de fãs aumentava a cada dia e suas músicas por subsequência se tornaram “hits” nos bairros periféricos de Luanda.


Em 2010 o lançamento do Incorrigível”, o terceiro trabalho do mestre de cerimónia ou para muitos Kid Mc, desta obra seriam rosto de alguns temas de referência - (“Farei o Que Puder”, “Sinto a Vossa Dor”, Fecha A Boca, “Metamorfose” e “Angolana”) destes temas referenciados dos quais fazem maior sucesso em torno de toda Angola. Em termos de vendas, o álbum O Incorrigível atingiu um número considerável, 10 mil cópias que chegou a estourar na capital do país. “Causando uma invasão por parte dos fãs que se aglomeravam ao local de venda na praça da independência, a propósito disso Kid Mc e a staff foram obrigados a abandonar."


O Incorrigível um álbum que foi submetido a mas uma reedição, devido ao prévio esgotamento na primeira fase de venda, e portanto causando mesmo assim uma demanda por parte dos fãs, a produtora musical Mad Tapes realiza o mega show de Kid Mc, começando por Luanda e de seguida para Benguela, Huambo, Bié e Malanje, ao longo da sua torne chegou a vender mas uma vez o disco em referencia, o musico também cedeu cessões de autógrafos, e venda de camisolas, atendendo mesmo a demanda do publico que pela primeira vez tiveram o privilégio de ver Kid Mc.


kid Mc tornou-se um dos maiores músicos da atualidade no cenário hip hop nacional, devida toda essa percussão é notável que o ano de 2011, fica marcado pelo facto de fazer uma carreira brilhante, cheia de sucesso e de destaque para o hip hop. O músico que se fazia acompanhar com o seu produtor musical e fundador da Label MadTapes, Luís Queirós mas conhecido por “Samurai”, que desde então produziu as suas músicas.


Obviamente, para muitos Kid Mc, é denominado como David Zé, onde uma grande multidão em Malanje receberam o musico com gritos e chamavam lhe David Zé! David Zé! David Zé... Sobretudo junto a um público de jovens adolescentes na sua maioria masculino criando uma massiva legião de fãs, destes que por seu turno vem deparado com vários problemas sociais, Kid Mc canta de forma a transmitir e advertir a sua música ao público.


Na sua curta carreira musical, Kid Mc surpreendeu mesmo os seus fãs, desta feita, chegou a afirmar, via facebook que vai abandonar a vida musical e que vai lançar a sua última obra discográfica intitulado “sombra”, de acordo com o rapper, o lançamento do seu último álbum previsto ainda este ano. Muitos dos fãs se aperceberam quando Kid Mc, afirmava na sua página do facebook.


Porém, a  propósito disto houve muitos comentários por parte dos fãs, questionando em forma de curiosidade com relação a decisão tomada pelo músico. Entretanto, depois de alguns dias Kid Mc, reaparece ao facebook com um pedido de desculpas ao público. “Mando sinceras desculpas aos fãs pela brincadeira de mau gosto”. O músico chegou mesmo a dizer que não abandonará o hip hop.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: