Luanda – O cantor e compositor Pedro Sapalo, conhecido no meio artístico como Pedrito do Bié, vai lançar no domingo, dia 20, no largo da independência, em Luanda, o seu segundo álbum discográfico intitulado “A suko yangue”.
 

Fonte: Angop


Segundo uma nota de imprensa chegada hoje, terça-feira, à Angop, “A suko yangue”, que significa “O meu Deus” em umbundu, vem na sequência de seu primeiro disco “Angola we”, lançado em 2007, e conta com 12 temas e uma faixa bónus na qual será comercializado por mil Kwanzas.
 

No seu novo trabalho, Pedrito continua a propor uma variedade de ritmos angolanos, como semba e o kuduro, em uma mistura com sungura, típico do Zimbabwe, e temas infantis de influência brasileira. “É um trabalho muito mais maduro do que o anterior e é feito para todas as idades”, disse o cantor.       
       

         
Para Pedrito, a principal diferença entre a sua primeira obra e esta foi uma mudança de ponto de vista nas composições. “No Angola we fiz a minha apresentação, contei a minha história. Era um disco muito pessoal. Agora continuo a falar de mim, mas as minhas canções são resultado das minhas observações sobre as pessoas que estão à minha volta a sociedade Angola, enfim, sobre o nosso país”, explica.
 

O cantor mostra optimismo neste trabalho de observação que deu origem ao disco “O que vi, e isso está nas músicas, é que temos uma nova geração com uma mentalidade muito mais evoluída, com ideias muito melhores. A primeira canção de trabalho fala justamente disso, da superação de um velho hábito a partir de uma situação real”.
 

Pedro Sapalo, natural da província do Bié nasceu há 20 anos e tem como língua materna o umbundu. Começou a sua carreira há cinco anos com o lançamento de “Angola we”, obra discográfica com 12 cançoes de sua própria autoria.
 

Em 2009, o cantor lançou o primeiro DVD de um artista infanto-juvenil em Angola intitulado “Um menino do Bié, que conta, por meio de combinação entre música e bonecos animados, a sua história desde o tempo em que morava na sua província até à chegada em Luanda, e o ingresso no mundo da música.
 

Paralelamente a actividade musical, ele também destacou na televisão apresentando o quadro “Na boleia do Pedrito”, do programa Angola em Movimento, exibido na Televisão Pública de Angola (TPA).



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: