De acordo com Empresa Pública de Água de Luanda (EPAL-EP), o Sistema II estará fora de serviço no período de 20 a 30 de Setembro para permitir que seja efectuada a interligação do troço enterrado da conduta de DN 1200mm em ferro fundido com a parte do troço existente.

Esta interligação de condutas, segundo ainda a EPAL, vai permitir a substituição de 11 quilómetros do troço aéreo que está apoiado em estacas colocadas numa zona argilosa expansiva e que nos períodos das chuvas (as estacas) cedem e criam roturas na conduta.

A EPAL aponta como alternativa, para o abastecimento das viaturas cisternas que se abastecem regularmente em Cacuaco, as girafas do Cazenga, Marçal e Porto de Luanda.

Enquanto durar a paralisação do Sistema dois 2, prossegue a nota, os Sistemas um, três e Kicuxi vão assegurar o fornecimento de água em Luanda.

Fonte: AngoNotícias



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: