Lisboa – Eduardo Magalhães, membro do conselho de administração da RNA, terá comprado um luxuoso apartamento avaliado em dois milhões de dólares norte-americanos, no novo  edifício solar do Alvalade, localizada na rua Comandante Gika, adjacente da sede da OMA Nacional.


Fonte: Club-k.net

Questionado o seu poder financeiro

Logo que se mudou para o referido edifício, no primeiro trimestre do ano, surgiram questionamento  em meios da comunicação social do regime,   respeitante ao  seu poder financeiro (acreditam ser desproporcional a capacidade que o habilitariam a adquirir o  imóvel).  Para as  “màs línguas” , ao menos, que ele tenha uma desconhecida fonte de rendimento  visto que no seu  tempo de  DG da RNA, saltaram para os jornais denuncias que o apresentavam  em situações de desonra aos cofres da emissora estatal.


Propriedade da empresa angolana Imokimbo, o apartamento  naquele edifício comporta por dois quartos, uma suite, sala comum, cozinha (revestida com granito e madeira lacada nos móveis), zona de serviço e uma varanda espaçosa que permite observar todo o centro da cidade capital.


A casa de banho também foi guarnecida com granito, com um design italiano, e uma banheira de hidromassagem, um aparelho que vai existir em todas as suites construídas. O chão da casa é de madeira de carvalho.  A refrigeração da casa é feita por um único aparelho de ar condicionado, que faz a distribuição para todos os compartimentos.


Existe uma central de incêndio para o prédio todo, mas cada cozinha foi equipada com um sistema que acciona sempre que houver fumo ou fogo. A abertura das portas é feita de forma electrónica, bastando apenas que o proprietário introduza o seu código no aparelho que tem à entrada. Caso erre, um dos sistemas de alerta também é accionado.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: