Cunene – O governador da província do Cunene, António Didalelwa, inaugurou na última quinta-feira, 12, um total de 18 chafarizes e uma conduta a nível dos bairros Pioneiro Zeca, Castilha e Bangula, localizados nos arredores da cidade de Ondjiva, província do Cunene.


Fonte: Club-k.net/ Angop

Após a inauguração o governante fez um apelo aos beneficiários a manter-se vigilante, para evitar que os mesmos sejam vandalizados. Segundo ele, é necessário que cada um se consciencialize que um bem público está para servir a todos e só bem cuidado pode ter durabilidade.

“O bem público hoje entregue à população só irá corresponder os objectivos se for bem cuidado, sob pena de o Executivo ter de fazer obras de reabilitação em pouco tempo, o que não é benéfico para o progresso e desenvolvimento das comunidades”, realçou.

A conduta dispõe de uma tubagem de 360 milímetros de diâmetro, com capacidade de bombear 100 mil litros de água, proveniente dos campos de furos de Oipembe e na Chana de Caricoco, arredores de Ondjiva.

A par isso, o governador do Cunene inaugurou ainda uma escola com capacidade para albergar 1260 alunos, do II ciclo, na vila de Xangongo, município de Ombadja. A nova instituição de ensino surge no âmbito do programa de melhoramento, aumento e oferta dos serviços básicos à população. Conta com 12 salas de aula e seis gabinetes de apoio administrativo, devidamente apetrechada com carteiras e outros equipamentos de escritórios.

As obras foram feitas num período de dois anos e custaram ao Executivo 135 milhões e 672 mil kwanzas. Na ocasião, o governador do Cunene disse que a infra-estrutura permitirá o ingresso de novos jovens no sistema de ensino, representando um grande contributo do Executivo no combate ao analfabetismo.

Salientou, por outro lado, a necessidade de a população local colaborar com as autoridades, a fim de se proteger e preservar a estrutura. O acto de inauguração contou com a presença de membros do Executivo, representantes de partidos políticos, entidades eclesiásticas, pais e encarregados de educação, entre outros convidados.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: