Ndalatando – Elementos não identificados saquearam na noite da última quarta-feira, 11, na cidade de Ndalatando, província do Kwanza Norte, as bandeiras da UNITA e da LIMA que se encontravam em plena haste no secretariado provincial daquela formação política, a denúncia foi feita pelo secretário provincial para comunicação e marketing, Matias Kambamba.

Fonte: Club-k.net

“Eles pouco antes cortaram a corrente eléctrica das nossas instalações, passamos toda tarde sem energias, nós ficamos convencidos de que esse corte houvesse um problema técnico lá na central, mas afinal de conta foi um acto orquestrado, para depois de noite lá p’ra as 21 horas aparecer elementos não identificados saquear as bandeiras que ali estavam”, explicou Matias Kambamba.

A nossa fonte recorda que este não é a primeira vez que incidente de género aconteça. “Isto não é pela primeira vez. É um aspecto que tem sido levado a cabo à bastante tempo, o que dá a entender que os anarquistas antidemocráticos não querem que a UNITA funcione na área onde estamos, já que dizem que é uma casa que está próximo do comité municipal do MPLA”, disse.

Matias Kambamba revelou ainda que os mesmos elementos têm ameaçado à morte o proprietário da residência (arrendada) onde funciona o actual secretariado provincial dos “maninhos”. “O senhor que nos arrendou a residência tem recebido ameaças de morte e esta pressão está fazer com que a situação não corra lá tão bem aqui no Kwanza Norte, pelo que pedimos a comunidade nacional e internacional que mais uma vez tomassem nota deste comportamento do MPLA”, rogou.

“Eles pensam que são os melhores e os poderosos, mas se são milhões conforme dizem porque sentem medo de uma oposição que não tem nada? Não há razão deles temerem, então se temem é porque a oposição é uma força e eles devem saber que vamos as eleições e o povo vai ter o conhecimento destas situações todas”, advertiu a fonte.

No entanto, o político aconselhou o povo angolano a não aceitarem mais mentiras e as roubalheiras perpetrados por elementos afectos ao governo do MPLA. “O povo agora tem que ficar atento com as falsa promessas, porque o MPLA não passa mais de mentiroso do que outra coisa. Só sabe é roubar o povo, por isso o povo deve votar com consciência”, apelou.


ELEMENTO DA JMPLA RETIRA PROPAGANDA DA CASA-CE

Entretanto, vale recordar que recentemente os elementos ligados a JMPLA no Kwanza Norte, rasgaram em várias artérias da cidade de Ndalatando panfletos com retrato do cabeça de lista da CASA-CE, Abel Epalanga Chivukuvuku.

A nossa reportagem, ouviu o jovem João Evaristo, um dos fanáticos do MPLA filiado no comité de acção do bairro “Posse”, que foi apanhado em flagrante a praticar tal acto não abonatório para a democracia angolana.

Este confessou que rasgou os panfletos com retrato de Chivukuvuku porque um outro jovem que trabalha no secretariado provincial da JMPLA, cujo nome não foi revelado, orientou-lhe a fazê-lo. “Eu estava a rasgar as fotografias do Dr. Chivukuvuku, porque um jovem que apenas conheço-lhe de cara por intermédio da JMPLA, me mandou rasgar os panfletos”, assegurou.





DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: