Narazina Semedo revelou que o seu disco traz como mensagens o amor e retrata também, a SIDA e os conflitos sociais que assolam a sociedade angolana. Com o novo disco que vai comportar 14 faixas musicais, Nazarina Semedo garantiu que está a dar o melhor de si, para não decepcionar os fãs. A cantora afirmou ainda que com o novo CD, pretende fazer uma torneé por vários países africanos e quiçá, da Europa. “A obra que está praticamente concluída, e por sinal não vai fugir da sua linha melódica habitual que a notabilizou no mercado nacional”, garantiu.

Segundo ela está a ser preparado para o Mercado nacional e internacional.“ É um disco virado para dois mercados: o nacional e o internacional. Quero atingir novos horizontes. Acredito que tal objectivo só vai ser alcançado se apostar na diversidade de estilos, por isso estou a dar tudo de mim para que tenha aceitação nos dois”.
A autora de “Alguém como Tu e Fraternidade”, temas que mais sucesso fez e lançou-lhe no mercado discográfico, disse que está crente no sucesso da obra e da sua aceitação do público. “Estou a diversificar o máximo os estilos musicais para facilmente atingir o mercado internacional.”, Sustentou.

O disco que terá uma tiragem de cinco mil cópias, contará com a participação especial do músico angolano Sam Docam, e está previsto a sua apresentação inicialmente para Luanda. “Pretendo apresentar também em todas as províncias do país”, frisou.

O disco que está a ser feito à base do Kizomba, Semba, Afro-Zouk, Soul music e outros estilos, está a ser produzido pela Army music, Quebra Galho e Chocote produções.Nascida em Luanda, a 17 de Junho de 1981, Nazarina de Fátima Abrigada Semedo Paím, começou a sua carreira musical no grupo coral da igreja Metodista Unida em 1995. Já participou em vários programas musicais e espectáculos dentro e fora do país.
 
Para o seu sucesso, Nazarina já contou com o apoio de músicos conceituados com destaque para Eduardo Paím, Caló pascoal, Beto Max, Tchissica, Rei Webba, Kely Silva.

Fonte: JA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: