Luanda - O uruguaio Gustavo Ferrín apresentado, na última semana, em Luanda, como novo selecionador de futebol dos "Palancas Negras", vai ganhar 30 mil dólares norte-americano por mês. O técnico terá na equipa técnica o seu compatriota Nestor Rossano Soza, como preparador físico, e a FAF (Federação Angola de Futebol) está a fazer esforços para contratar mais dois técnicos angolanos.


Fonte: Lusa

O presidente da FAF, Pedro Neto, acrescenta que o técnico vai ser o responsável durante os dois anos de contrato, renovável por mais dois, pelas selecções de Angola em todos os escalões, incluindo a feminina.

Na apresentação do técnico, em conferência de imprensa, Gustavo Ferrín, de 53 anos, que já dirigiu as selecções jovens do seu país e do Peru, disse desconhecer o futebol angolano, sobre o qual disse apenas saber que se baseia na velocidade, força e técnica. «Sei pouco sobre o futebol de Angola, apenas alguns conhecimentos sobre os jogadores que evoluem na Europa», frisou, acrescentando que se está a documentar desde que chegou na quinta-feira a Luanda.

O contrato de Ferrín é válido para as eliminatórias para a Taça das Nações Africanas (CAN), a realizar em 2013 na África do Sul, e Mundial de 2014, a disputar no Brasil. Antes do primeiro desafio, entre os dias 7 e 9 de Setembro, em Harare, e entre 12 e 14 de Outubro, em Luanda, na eliminatória a duas mãos diante do Zimbabwe, de qualificação para a CAN2013, Gustavo Ferrín vai orientar, já a 15 de Agosto, os "Palancas Negras", num encontro particular frente a Moçambique.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: