Lisboa - O Presidente do Gana, John Atta Mills, morreu nesta terça-feira, 24, aos 68 anos. Tinha sido eleito em Dezembro de 2008 e era candidato às eleições previstas para Dezembro.

Fonte: Publico

A morte de Atta Mills foi anunciada através e um comunicado da presidência no qual é referido que o seu estado de saúde se deteriorou na noite de segunda-feira. Tinha-lhe sido diagnosticado cancro na laringe, mas a doença não o impediu de exercer o cargo ou de ser nomeado pelo seu partido para disputar um novo mandato.

Um conselheiro da presidência do Gana adiantou à Reuters que Atta Mills queixou-se de dores na noite de segunda-feira. Tinha regressado há algumas semanas dos Estados Unidos, onde se deslocou para realizar exames médicos.

O mandato de Atta Mills à frente daquele que é o segundo maior produtor de cacau do mundo foi marcado pelo início da exploração de petróleo no Gana e por um crescimento de dois dígitos alcançado no ano passado. O Gana tem sido considerado um exemplo de democracia consolidada numa região turbulenta.

Mill foi vice-presidente do Gana entre 1997 e 2001, durante o mandato de Jerry John Rawlings, e em Dezembro de 2008 venceu por escassa margem, 1%, o candidato Nana Akufo-Addo, do Novo Partido Patriótico do então presidente John Kufuor. Dois anos depois iniciaria a exploração petrolífera do país na costa atlântica.

De acordo com a Constituição, a presidência será agora assumida pelo vice-presidente, John Dramani Mahama, até às eleições de Dezembro.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: