Lisboa  -   Os serviços Consulares Angolanos, estão a negar vistos a todos os Jornalistas Estrangeiros que pretendem reportar sobre o período eleitoral em Angola e seu eventual desfecho.   A medida esta a ser vista  como orientações  vindas de Luanda tal como aconteceu nas eleições de 2008 em que repórteres  da cadeia de televisão portuguesa  SIC foram impedidos de cobrir o pleito.


Fonte: Club-k.net


Até ao momento as autoridades angolanas através das suas redes consulares  dificultaram   a  emissão de vistos de jornalistas  da Agencia France Press (AFP), Reuters e outros. Estes profissionais  que se encontram  localizados em diferentes países alegam estar a ser bloqueados  pelas autoridades consultares.


De lembrar que o sistema de emissão de vistos nas embaixadas é da alçada dos Serviços de Migração e Estrangeiro.  Muitos dos seus operacionais, nos consulados  são oriundos do aparelho de segurança  estado.  O seu director nacional  Freitas Neto (na foto), foi director   da contra espionagem do Serviços de Inteligência e Segurança  de Estado.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: