O Boletim não aprofunda o assunto mas da conta de algumas mexidas nas estruturas do aparelho de Estado angolano. Diz que  Álvaro Boavida Neto é dado como novo governador da província  do Huambo;presentemente é governador da província  do Namibe; natural do Huambo.

Boaventura Cardoso, ex-ministro da Cultura, é apontado em meios diplomáticos em Luanda como futuro embaixador de Angola em Lisboa. Já foi embaixador em Paris e Roma. Trata-se de um dado que vai de acordo com o que também o Folha8 em Luanda noticiou na sua ultima edição.

O Folha 8 critica Boaventura Cardoso lembrando que o seu reinado foi preenchido por uma “uma série de incompatibilidades que nasceram da convivência do ministro com alguns dos seus colaboradores, dentre as quais destacamos a saída de João Constantino do então INIC (de facto um nome diferente dado ao INALD durante algum tempo), a que levou à exoneração de Jomo Fortunato da direcção também do INALD e aos arranhões trocados com Henrique Miguel Riquinho. Será que tais fricções podem justificar a sua ida para Lisboa, como embaixador do nosso país?” questiona o semanário.

Por ultimo, o mesmo semanário fala da entrada de Cândida Celesta para Governadora do Bie em substituição de Amaro Taty que deverá ir para outra província.

Fonte: África Monitor/Folha8



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: