Lisboa  - O Banco Mundial divulgou um estudo em que prevê que, a manter a produção de 2011, as reservas conhecidas de petróleo em Angola ficarão esgotadas dentro de 21 anos.


Fonte: A Bola

O estudo foi apresentado por Shantayanan Devarajan, economista-chefe do Banco Mundial para África, na apresentação do relatório semestral.

Em comparação, a Nigéria, maior produtor africano, tem ainda reservas para 41 anos.

Esta previsão pode ser alterada por dois fatores: descoberta novos locais para extração de petróleo ou mudança no ritmo de produção.

«Dado o tamanho dessas reservas, é provável que a dependência de recursos de petróleo nesses países tendem a continuar no curto e médio prazo. Produção em países recentemente ricos em petróleo, como o Gana e o Uganda, também pode durar vários anos», frisou Shantayanan Devarajan.


O representante do Banco Mundial lamentou ainda que os rendimentos da produção de petróleo não estejam a ser refletidos diretamente na melhoria da qualidade de vida das pessoas.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: