Luanda - Seis bancos de Angola e um de Moçambique são os únicos dos países de língua oficial portuguesa a constarem na lista relativa a 2012 dos 100 maiores bancos de África por capitais próprios, anualmente organizada pela revista African Business.

Fonte: Expansão

Numa lista dominada por instituições bancárias da África do Sul, com o Standard Bank Group, FirstRand Banking Holdings, ABSA Group, Nedbank Group e Investec Bank a ocuparem os cinco primeiros lugares, a primeira de Angola a surgir na classificação é o Banco Angolano de Investimentos (BAI), que ocupa o 27.º lugar e capitais próprios de 708 milhões USD.

No 28.º lugar aparece o Banco de Poupança e Crédito (705 milhões USD), no 32.º lugar o Banco BIC (650 milhões), no 38.º o Banco de Fomento Angola (473 milhões), no 49.º o Banco Espírito Santo Angola (BESA) com 383 milhões USD e no 86.º lugar o Banco Millennium Angola, com 171 milhões USD.

Segundo a Macauhub, dos restantes países africanos de língua oficial portuguesa há apenas uma instituição nesta lista dos 100 maiores de África, no caso o Millennium BIM de Moçambique, que ocupa a 67.ª posição, que, de acordo com a revista, tem capitais próprios de 244 milhões USD.

A salientar há o facto de o BAI ter passado de 2011 para 2012 do 33.º lugar para o 27.º, que os bancos de Poupança e Crédito e BIC saltaram 10 lugares, do 38.º lugar para o 28.º e do 42.º para o 32.º, respectivamente, que o Banco de Fomento Angola caiu do 32.º lugar para o 38.º, que o BESA subiu dois lugares, do 50.º para o 48.º lugar e que o Banco Millennium Angola caiu dois lugares, tendo passado do 84.º lugar para o 86.º.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: