Cidade da Praia  - A empresa privada angolana de telecomunicações UNITEL acaba de adquirir mais de 70 porcento do capital da operadora telefónica cabo-verdiana T  Mais, soube a PANA sexta-feira de fontes seguras na cidade da Praia.


Fonte: Pana Press

Num comunicado, a UNITEL indica que a aquisição de 70 porcento das ações da operadora privada de telecomunicações de Cabo Verde significa "um passo decisivo na sua estratégia de expansão em África".


Segundo a imprensa cabo-verdiana, a empresária angolana Isabel do Santos, principal acionista da UNITEL, deslocou-se à cidade da Praia, onde foi recebida pelo Presidente cabo-verdiano Jorge Carlos Fonseca, para concretizar a operação cujos montantes envolvidos não foram revelados.


"A T Mais  é uma marca que muito se identifica com os valores da própria UNITEL", diz a operadora angolana.


O jornal cabo-verdiano “A Semana” noticiou que a Agência Nacional de Comunicações  (ANAC), o órgão regulador do setor das comunicações em Cabo Verde, já deu o seu aval  para a venda  T  Mais à companhia Jadeium, sediada na Holanda, mas que tem como acionista controladora Isabel dos Santos, filha do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos.


“Com a luz-verde da ANAC, a transação deve ser efetivada nos próximos dias e Isabel dos Santos tornar-se-á acionista maioritária da operadora cabo-verdiana de comunicações móveis”, escreve o semanário cabo-verdiano.


O periódico noticia ainda que as partes já firmaram “um pré-acordo” e que agora só falta acertar alguns “pormenores jurídicos e financeiros” para que aconteça o ato de compra e venda.


Atualmente com mais de oito milhões de clientes, a UNITEL foi fundada em 1998, tendo como acionistas a Portugal Telecom e a empresária Isabel dos Santos, com uma participação de 25 porcento cada.


A T Mais, segunda empresa de telecomunicações a surgir no mercado do arquipélago em 2007,
opera igualmente nos setores da internet e do telefone fixo e possui atualmente uma quota de 25 porcento do mercado.


A operadora tem uma oferta global de telemóvel, internet e rede de telefone fixa para todo o território cabo-verdiano.


A T Mais  tinha como parceiros iniciais a Teylium Telecom (que detinha 70 porcento do capital social), o BNP Paribas, o Banco Interatlântico, a Ericsson e o Banco Mundial.


A operadora também tem como acionistas o Alexander Group Telecommunications, baseado em Nova Iorque (15%) e Marco Bento, fundador da empresa (15 porcento).



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: