Eleita por unanimidade, em Assembleia-geral, Welwitchia dos Santos disse que gostaria de ver esclarecida (ou explicada) a questão do património do Benfica que não se encontra em sua posse.

Tchizé, que é actualmente a única mulher na direcção de um clube em Angola, disse que seria bom que ela inspirasse outras mulheres a desempenhar funções semelhantes no desporto.

Antes de falar para os jornalistas, a presidente do Benfica rendeu homenagem à direcção cessante, pelo esforço dedicado em prol do clube, sobretudo, por ter mantido competitiva a equipa de futebol no Girabola.
“O Benfica de Luanda é dos poucos clubes que não tem um grande patrocinador. Apesar disso, a direcção que acabo de suceder manteve o clube estável e competitivo no Girabola. Por isso, gostaria de render-lhe uma homenagem, na esperança de que poderei contribuir para o crescimento deste clube”, afirmou Welwitchia dos Santos.
Tchizé prometeu revitalizar outras modalidades, dentre elas o ciclismo, o futebol feminino e o xadrez. Ao seu lado vão trabalhar sete vice-presidentes, sendo Carlos Montez o primeiro.

Carlos Brecha é o secretário-geral do Benfica, enquanto João Montez vai ocupar-se do futebol sénior. Luís Neves, José Guerreiro, Carlos Rodrigues e Victor Betencourt serão os outros vice-presidentes.

O futebol sénior será da responsabilidade de João Montez, José Guerreiro vai ocupar-se do marketing, José Luís Costa para área desportiva e Luís Neves para as finanças. Generoso de Almeida assume a mesa da Assembleia-geral, André Lopes é o presidente do Conselho Fiscal. Foi também criado um conselho de benfiquistas composto por 31 pessoas, onde pontificam nomes como os de Dionísio Rocha, Paulo Flores, Melo Xavier, Archer Mangueira, Brito Júnior, Eduardo Pita Grós e de João de Matos. A nova direcção deve tomar posse na próxima semana.


*Teixeira Cândido
Fonte: JA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: