Luanda –  O Presidente José Eduardo dos Santos, conforme circula dentro do regime,  terá dado   100 dias para que integrantes do seu executivo  mostrem desempenho correspondente  as suas respectivas  tarefas.  Passados que  estão, os prazos  (de  100 dias)  desde a realização das eleições de 31 de Agosto, retomou em meios do poder,  estimativas segundo as quais JES tenderia a proceder  com  as  nomeações  no governo no inicio de 2013.

Fonte: Club-k.net

Prazo pode expirar em Janeiro

ImageLogo após a divulgação dos resultados eleitorais que davam vitoria ao MPLA,  o Presidente da República reconduziu alguns membros do executivo mas ao mesmo tempo deixou por nomear  alguns Vice- governadores províncias como são os casos de Malange e Luanda. 


Caso Ministério  do Urbanismo


São ainda desconhecidas as estimativas das mudanças,  a acontecer embora  são dadas como eminentes    movimentações direcionadas a extinção do novel  Ministério  do Urbanismo e Habitação.


José António da Conceição e Silva, o actual Ministro do Urbanismo e Habitação é um quadro que terá caído nas graças de JES mas  que entretanto viria a ser prejudicado por supostas “orientações superiores” que lhe terão induzido ao erro.  No seguimento da última  visita de JES, a centralidade do Kilamba, o ministro foi dias depois orientado por  Aldemiro Vaz da Conceição em mensagem transmitida  por Manuel Rabelais, no sentido de vir a público dizer que houve mal entendimento nas palavras do Presidente quanto a retórica da redução dos preços daquela centralidade.  O cenário deu azo a desencontro de discursos.  



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: