Luanda –   O  administrador municipal do Lobito,  Amaro Segunda Ricardo está   a ser acusado em círculos empresarias na província de Benguela por ter  alegadamente   cedido   o  espaço do antigo cinema Flamingo, no bairro, compão em favor de interesses de Coreon Du, filho do Presidente José Eduardo dos Santos.

Fonte: Club-k.net

O assunto esta a ser objecto de  controversa,  que chocam com conhecidas  reivindicações  do  gabinete  de informação do MPLA, naquela província que  em determinado momento alegou que o espaço   pertence ao partido no poder e não a  outra entidade. 


O cinema flamingo encerrou as portas ao público em 1992 logo após ao retorno do conflito armado em Angola. Desde então o   espaço,  serviu de acolhimento para os refugiados de guerra e desalojados que permanecem até aos dias de hoje. As autoridades  tem movido diligências no sentido de manter o local desabitado para dar lugar as obras de restauro.   A OMUNGA, uma organização da sociedade civil bate-se  para que o desalojamento  dos moradores do abandonado  cinema  sejam  dentro das normais de dignidade humana.


Antigo cinema restauração pode também ser   cedido


Paralelamente  ao destino que se está a dar ao flamingo no Lobito, circualm   informações  em Luanda que  dão  conta que o antigo cinema restauração, onde funciona a actual Assembléia Nacional deverá ficar igualmente sob a gestão da Semba Comunicação dos filhos do Presidente da República.  Os parlamentares angolanos deverão   trabalhar num novo edifício construído de raiz que esta a ser construído nas redondezas da Samba e que prevê-se que esteja concluído a 17 de Agosto de 2013.


 São até ao momento desconhecidas as motivações exactas   que levam  Coreon Du e  a  sua  Semba Comunicação  a terem   interesse nas  citadas salas de cinema. A estimativa mais fiável é de que os espaços possam servir para actividades culturais ou para o retorno de salas de cinemas num formato moderno  que correspondam as novas  exigencias tecnologicas. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: