Benguela – António Miranda, catequista geral da paróquia de São João Batista (da Igreja Católica), no município da Ganda – que dista à 220 quilómetros da cidade de Benguela –, efectuou na sexta-feira, 18/01, pelas 09 horas de manhã, vários disparos com armas de fogo (que resultou em ferimentos graves a outras duas pessoas), após ter sido acusado de práticas de feitiçaria.

*Rosa Kupassiala
Fonte: Club-k.net


A ocorrência originou pânico entre a Igreja Católica e as autoridades locais, ocorreu após a descoberta de vários crânios humanos na residência de António Miranda. O mesmo é ainda acusado de ter morto inúmeras pessoas, através da necromancia, na sua maioria membros da sua família.

O catequista foi desmascarado por um “kimbandeiro” admiravelmente tratado por “O HOMEM DO CUMPUTADOR” que actualmente se encontra no município da Ganda, a fazer os seus trabalhos de adivinhas. Há relatos de que este “kimbandeiro” descobre a feitiçaria através daquele aparelho tecnológico, onde até vários dirigentes locais também estão a ser acusados.

A nossa equipa de reportagem tentou ouvir as autoridades religiosas na pessoa do padre Bento Laura, mas sem sucesso. Os nossos correspondentes prometem acompanhar o caso milimetricamente, no sentido de trazer mais dados nos próximos dias.

O acusado (que controla todas catequeses da referida paróquia do município de Ganda), encontra-se nesse momento sob protecção de alguns sacerdotes, porque, desde o momento do acontecimento é instigado e perseguido pela família que ameaça matá-lo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: