Brasil - Um incêndio na discoteca "Kiss" localizada em Santa Maria Rio Grande do Sul, causou a morte de mais de 240 pessoas como resultado de fumos tóxicos e esmagamento. Na altura do incidente estam cerca de 1500 jovens na discoteca na qual a idade predominante rondava entre os 16 e 20 anos de idade. 


Fonte: Globo e Club-k.net

Testemunhas oculares confirmaram que os fumos tóxicos libertados pelo material de isolamento acústico do espaço, feito de espuma, que incendiou durante o espectáculo ao vivo de uma das bandas que tocava na madrugada deste domingo.


Três homens foram presos na manhã desta segunda-feira em relação com o incêndio que deixou 231 mortos em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no Brasil. É o primeiro desdobramento legal da tragédia que aconteceu na madrugada de domingo, durante uma festa de universitários.

 
Fontes da polícia confirmam que os homens são um dos donos da discoteca Kiss, o vocalista da banda Gurizada Fandangueira e um dos responsáveis pela segurança da banda.


De acordo com as autoridades, nenhum dos três homens detidos estava em Santa Maria. Um deles estava num hospital na cidade de Cruz Alto (a 132 km de Porto Alegre), onde permanece mesmo após a ordem de prisão, e os outros dois estavam na cidade de Mata, a 82 km da capital gaúcha.


É oportuno destacar que a referida discoteca tem apenas uma porta de entrada e de saída e não tem portas ou janelas de urgências e muitos dos jovens morreram intoxicados nos quartos de banhos.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: