Lisboa - O jornal Angolense, propriedade Angolense Editora SARL, foi  recentemente comprado por um dos grupos financeiros do país, apresentado por "Real Gráfica, SA", detido pelos “poderosos endinheirados” até aqui não identificados.

Fonte: Club-k.net

O negócio, segundo apurou o Club-K, foi feito à margem dos trabalhadores e de Américo Gonçalves, um dos   sócios do jornal Angolense, que para além de ser o actual gestor, notabilizou-se a uns anos atrás por ter ganho uma causa em tribunal na sequência de um desentendimento entre os sócios. Depois da “briga”, os sócios abandonaram o projecto que mais tarde foi recuperado por Américo Gonçalves que ao longo de mais de 11 anos  manteve o título de pé até aos dias de hoje.

A informação da compra do Angolense, dá por outro lado sustentabilidade a um artigo publicado, recentemente, pelo jornal Folha 8, segundo a qual este jornal tinha sido vendido ao que a direcção daquele órgão refutou, na altura, a notícia e ameaçou levar o Folha 8 a tribunal.

A par do Folha-8, o jornal Angolense era um dos únicos órgãos independentes da imprensa livre em Angola, pois os demais "Semanário Angolense", "A Capital", "Novo Jornal", "Agora" e outros são detidos por grandes grupos ligados ao poder político e financeiro de Angola.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: