Luanda  - O banco de investimento a criar pela petrolífera angolana Sonangol e a Caixa Geral de Depósitos (CGD) está ‘formalmente extinto’, anunciou o presidente do Conselho de Administração da petrolífera nacional no decurso da conferência de imprensa que assinalou o seu 37º aniversário.

Fonte: OPais

Francisco Lemos acrescentou que o Banco de Promoção para o Desenvolvimento foi extinto com a emissão de uma licença pelo Banco Nacional de Angola (BNA) a favor do Banco de Poupança e Promoção Habitacional.


‘O banco Sonangol/CGD está formalmente extinto. Foi extinto na data em que o BNA emitiu uma licença a favor do Banco de Poupança e Promoção Habitacional’, disse Francisco Lemos.


A nova instituição, cujo capital será integralmente realizado pela petrolífera angolana, deverá iniciar a actividade dentro de um a três meses. ‘Neste momento, o banco está formalmente constituído, e desenvolve diligências organizacionais e de provimento de pessoal para que o mesmo entre em actividade’, precisou.


A constituição de um banco de investimento pela CGD e pela Sonangol foi anunciada em Março de 2009, aquando da visita oficial a Portugal do Presidente José Eduardo dos Santos.


O capital social, de USD 1.000 milhões, em partes iguais, nunca foi integralmente satisfeito, tendo apenas a Sonangol procedido ao aprovisionamento da sua parte.


Fonte da Sonangol disse à Lusa no final da conferência de imprensa da passada quinta-feira que a extinção do banco data de há dois meses.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: