São Tomé - A Unitel International Holding, empresa detida pela empresária angolana Isabel dos Santos, é a única concorrente que cumpriu com os requisitos técnicos e financeiros para a obtenção de uma licença de primeira operadora privada de telecomunicações em São Tomé e Príncipe, segundo fontes da Autoridade Geral de Regulação do arquipélago (AGER).

Fonte: Africa21digital

Dos sete potenciais investidores que levantaram o caderno de encargos disponível desde 2012, apenas a Unitel International Holding entregou as propostas técnicas e financeiras.


As propostas estão a ser escrutinadas por técnicos da AGER, dos ministérios das Finanças e das Infraestruturas e Obras Públicas, coadjavados por peritos do Banco Mundial, e o resultado final deverá ser conhecido na próxima segunda-feira.


A conexão de São Tomé e Príncipe ao cabo submarino de fibra ótica é tida pela AGER como um maior incentivo à captação de investimentos estrangeiros através da exploração do serviço de telecomunicações.


A futura atribuição de licença no setor vai pôr fim ao monopólio da Companhia Santomense de Telecomunicações (CST), coparticipada pela Portugal Telecom, que opera no arquipélago há  vários anos.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: