Lisboa – Em reação a uma carta da deputada Mihaela Webba solicitando esclarecimento sobre a compra de uma mansão avaliada em 4 milhões de euros, em Portugal, o Procurador Geral da República, João Maria Moreira de Sousa, a quem se atribui a titularidade do imóvel escreveu a 11 de Março, uma missiva ao presidente do parlamento, Fernando da Piedade Dias dos Santos, considerando que a atitude daquela dirigente da UNITA “não dignifica a Assembleia Nacional, nem o Grupo Parlamentar que integra”.

Fonte: Club-k.net

Em carta dirigida ao presidente da Assembleia

O responsável do ministério Público nega que tenham a referida mansão e a atribuição ligação ao empresário Lourenço Duarte, a figura que apontada como tendo comprado o imóvel e lhe passado a titularidade.

Por outro lado, o PGR alega que o Club-K (o órgão que deu como estampa a noticia “PGR Compra Mansão  de 4  Milhões de Euros em Cascais”) tem sido usado por algumas pessoas “no seu interesse pessoal e ao serviço de terceiros” para “perturbar a paz social e a tranquilidade pública”.

Diferente a ocasiões anteriores em que tornava público as suas reacções em torno de acusações envolvendo o seu nome, desta vez o Procurador-Geral procedeu de forma diferente remetendo carta ao líder parlamentar. O Club-K teve, em primeira mão, acesso a mesma e pública o teor na íntegra.


REPÚBLICA DE ANGOLA
PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA
GABINETE DO PROCURADOR-GERAL
N. °  --.:/01.18.01/2013


Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Nacional,

A Senhora Deputada Mihaela Neto Webba, decidiu  promover a publicação, no site "Club-K", de uma carta,  supostamente datada de 7 de Março de 2013, publicitando o  signatário como destinatário da mesma, cujo original, até hoje,  não foi recebido na Procuradoria Geral da República, e cuja  impressão daquele site anexo à presente.

Trata-se, como é manifesto, de uma tentativa rasteira de  aproveitamento político que, por esta, repudio veementemente,  esclarecendo o seguinte:  É absolutamente falso e difamatório o teor do escrito  divulgado pelo site "Club-K", intitulado "PGR Compra Mansão  de Quatro Milhões de Euros em Cascais", ou seja, é totalmente  falso que o empresário Lourenço Duarte tenha transferido para a  minha titularidade qualquer imóvel, em qualquer parte do  mundo, bem como é falso que eu tenha quaisquer negócios com o  referido empresário.

Não ignora e em consciência bem sabe a Senhora Deputada, Mihaela Webba, que o destinatário daquela sua missiva deveria ser o próprio "Club-K" e os seus comparsas,  autores do escrito mentiroso, a quem deveria solicitar  "elementos credíveis" que sustentassem as acusações falsas ali  inscritas. Quem acusa deve ser capaz de apresentar as provas.

Ora, a atitude da Senhora Deputada, não dignifica a  Assembleia  Nacional, nem o Grupo Parlamentar que integra, e  prova disso são os diversos testemunhos de solidariedade que,  nos últimos dias, tenho recebido, também de Deputados de  vários quadrantes que não se revêem na sua forma de fazer  política, nem na ânsia de protagonismo fácil que a mesma  revela.

É já conhecida das autoridades judiciárias a forma como  algumas pessoas estão, no seu interesse pessoal e ao serviço de  terceiros, a utilizar criminosamente o "Club-K", veiculando ali,  sistematicamente, mentiras que visam perturbar a paz social e a tranquilidade pública.  Quem propaga mentiras, falsidades e instiga intrigas inúteis, é contra a paz, pela qual diariamente trabalhamos, com  responsabilidade e sentido de Estado.

Na luta política não pode valer tudo e, por isso,  compreenderá V. Exa. que esta, como outras falsidades, não  poderão ficar impunes.

JOÃO MARIA MOREIRA DE SOUSA
O PROCURADOR-GERAL DA REPUBLICA

Tema relacionado:

PGR compra mansão de 4 milhões de euros em Cascais



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: