Madelyn Dunham, de 86 anos, morreu ontem em Honolulu, no Havai, com cancro, informação que foi avançada pelo próprio neto e pela sua irmã, em comunicado.

 

A avó do democrata votou electronicamente e a sua escolha será contabilizada pelas autoridades locais logo que a ilha do Pacífico feche as suas urnas, o que deverá acontecer cerca de seis horas depois do encerramento das últimas mesas de voto na costa dos Estados Unidos.

 

Antes da morte de Madelyn, Obama tinha já interrompido, no final de Outubro, a sua campanha durante dois dias, para poder ir ao estado onde cresceu visitar a sua avó, por temer que não conseguisse continuar a lutar contra a doença terminal até depois das eleições. Madelyn Dunham e o seu marido Stanley criaram Barack Obama no seu apartamento onde se instalaram no pós-guerra com a sua filha, Ann, pelo que o senador desenvolveu uma relação muito próxima com ambos, explicou na altura o seu director de campanha.

 

Fonte: CNN/Publico



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: