"Passou-se muito tempo, mas esta noite, graças ao que fizemos hoje, nesta eleição, neste momento histórico e de definição, a mudança chegou à América", disse Obama para mais de 125.000 pessoas, segundo estimativas das autoridades locais, no Grant Park de Chicago, ao lado do lago Michigan.

 

Em suas primeiras palavras à multidão como presidente eleito dos Estados Unidos, Obama agradeceu sua equipe de campanha, a mulher, as filhas e a avó, que faleceu na segunda-feira, vítima de câncer, aos 86 anos.

 

"Junto a minha família, que me tornou o que sou hoje, afirmo que minha dívida com eles é imensurável".

 

"Nunca fui o mais provável candidato para este cargo. Não começamos nem com muito dinheiro ou com grandes apoios", lembrou o primeiro presidente negro da América.

 

"Nossa campanha não foi formada dentro dos muros de Washington. Começou nos jardins de Des Moines e nas salas de Charleston".

 

No entanto, a campanha do senador democrata foi a que mais arrecadou recursos na história dos Estados Unidos, em particular graças ao apoio de muitos eleitores que contribuíram com pequenas quantias de dinheiro.

 

"Se existe alguém aí que ainda duvida que a América é um lugar onde tudo é possível, que ainda se questiona se o sonho de nossos fundadores está vivo nesta época, que ainda questiona o poder de nossa democracia, esta noite é sua resposta", disparou Obama.

 

"É a resposta das filas ao redor de escolas e igrejas, em números que este país jamais viu", disse o presidente eleito em referência ao número de eleitores que estabeleceram um novo recorde de participação para o país, onde o voto não é obrigatório.

 

Obama aproveitou a oportunidade para lembrar os desafios que enfrentará como presidente.

 

"Celebramos esta noite, mas sabemos que os desafios que o amanhã trará são os maiores de nossa era: duas guerras, um planeta em perigo, a pior crise financeira em um século", destacou.

 

Obama recordou ainda os soldados americanos no Iraque e Afeganistão.

 

O novo presidente prometeu durante a campanha uma retirada do Iraque em 16 meses para se concentrar na luta contra a Al-Qaeda e os talibãs no Afeganistão.

 

"Há novos trabalhos para criar, novas escolas para construir, ameaças a conter, alianças que reparar".

 

"Pode ser que não consigamos em um ano, ou em um mandato de governo. Porém, os Estados Unidos nunca estiveram tão confiantes como esta noite de que conseguiremos", disse Obama a uma multidão que respondia com a principal frase de sua campanha: "Sim, nós podemos".

 

Obama também mandou um recado ao planeta.

"A todos aqueles que esta noite nos vêem do exterior, dos parlamentos e palácios, a todos que escutam apinhados junto aos rádios nos cantos esquecidos do mundo: nossas histórias são singulares, mas nosso destino é compartilhado".

"Um novo amanhecer da liderança americana está perto", acrescentou em meio a aplausos.

"A quem pretende destruir o mundo, nós os derrotaremos. A quem busca a paz e a segurança, nós os apoiaremos".

"E a todos aqueles que se perguntaram se o farol que são os Estados Unidos continua brilhando como sempre: nós provamos que a verdadeira força de nossa nação vem não do poderio de nossas armas nem da magnitude de nossa riqueza, e sim da resistente solidez de nossos ideiais: democracia, liberdade, oportunidade e fé inquebrantável".

Obama assumirá o cargo na Casa Branca no dia 20 de janeiro, no lugar do republicano George W. Bush.

Fonte: AFP



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: