Lisboa -  A Televisão Pública de Angola (TPA) montou hoje, em Lisboa, uma grande operação de cobertura da transmissão em directo, pelo canal privado português SIC, da primeira entrevista do presidente José Eduardo dos Santos, em 22 anos.

Fonte: Club-k.net

Operação custa meio milhão de dólares

Segundo dados internos, a TPA,  está a gastar, na operação de propaganda, a partir da capital lusa, perto de meio milhão de dólares. 


Encontram-se em Lisboa, para o efeito, alguns jornalistas da TPA. A Rádio Nacional de Angola também enviou uma equipa de reportagem à Lisboa para cobrir as reacções à entrevista de JES


Acompanha a delegação da TPA, o  general Bento dos Santos, responsável pela mobilização da comunidade angolana em Lisboa, para, a partir de um estúdio ou pavilhão, manifestarem o seu apoio ao presidente e certificarem a entrevista como a conquista política de Portugal por José Eduardo dos Santos.


Depois de uma longa e visceral campanha contra Portugal e os órgãos de informação portugueses, a mando da Presidência da República, liderada pelos luso-angolanos José RIbeiro e Artur Queiróz, o presidente, mais uma vez, sacode a água do capote e mostra o seu desprezo pelos seus seguidores, conforme estimam analistas na diaspora.


Recentemente, a SIC tomou medidas administrativas para prevenir a aparição, no seu canal, de figuras críticas ao regime angolano. Com a conquista da SIC, é caso para dizer que Del Rey, Dom José Eduardo dos Santos, finalmente assume a jóia da sua coroa imperial: Portugal

Criticas

O analista Carlos Alberto, encara  a acção da entrevista  como "falta de vergonha e o total desrespeito que o presidente nutre pelo povo e pelas instituições do Estado, que lidera há 34 anos."

"Como o presidente obriga a TPA a cobrir, em Portugal, a transmissão de uma entrevista a estrangeiros que bem poderia ter dado directamente à estação pública?" Comentou o conhecido critico e   analista político.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: