Luanda – O último membro do Movimento Revolucionário detido (na Comarca de Viana) pela polícia nacional aquando da vigília realizada no passado dia 27 de Maio do ano corrente, no Largo 1º de Maio, em Luanda, em memórias às vítimas do genocídio registada em data alusão em 1977, e de igual modo sobre o desaparecimento misterioso de Alves Kamolingue e Isaías Cassule no ano transacto, foi solto por volta de 16 horas desta terça-feira, 25.

Fonte: Club-k.net

Emiliano Catumbela, vulgarmente conhecido por Ti Creme, de 22 anos de idade, foi libertado sob condição de “liberdade sobre identidade de residência”, pela Procuradoria-geral da República junto à Direcção Nacional de Investigação Criminal (DNIC) e responderá o processo em alforria.
 
De recordar que num primeiro momento o jovem Emiliano Catumbela tinha sido acusado de ofensas corporais conforme visto no processo número 5618/013-02, aberto na Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC).

Já num segundo momento foi mudado o número do seu processo 2176/2013 de passando a ser acusado de tentativa assassinato do Comandante da polícia no município onde aconteceu a vigília.

Notícia em actualização.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: