A decisão foi aprovada sexta-feira na assembleia-geral extraordinária da FAF realizada em Luanda.

Foi também alterado o artigo nº 7 sobre a composição dos membros da federação. Além dos efectivos e honorários, farão parte da mesma os membros não efectivos, como são os casos das associações de classe (jogadores, árbitros, treinadores, médicos desportivos, massagistas) legalmente constituídos.

Foram excluídos da composição dos órgãos os gabinetes das selecções nacionais, de apoio às províncias e de estudos e projectos.

No novo estatuto da FAF, os membros dos órgãos da federação não efectivos, honorários e os representantes do Ministério da Juventude e Desportos, além dos cidadãos representantes de meios de comunicação social ou outras entidades, farão parte sempre que convidadas.

No acto, orientado pelo presidente da mesa da assembleia, Manuel Vicente, foram também aprovados o relatório e contas e a acta da reunião anterior realizada em Malanje.

Fonte: Angop



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: