Luanda - A Federação Angolana de Futebol (FAF) rescindiu esta sexta-feira, em Luanda, o contrato com o treinador da selecção nacional, o uruguaio Gustavo Ferrin.

Fonte: Angop

Um comunicado lido pelo seu responsável para as relações internacionais e marketing, João Lusevikueno, à Televisão Pública de Angola (TPA), refere que o rompimento do vínculo foi de forma amigável e cordial.

Após agradecer a compreensão e o empenho do técnico, o dirigente explicou que a decisão resulta do incumprimento de alguns objectivos da FAF.

João Lusevikueno disse que na sequência do desenlace a FAF pagou quatro meses do salário auferido pelo treinador.

A rescisão abrange também o preparador físico Nestor Rossano.

Gustavo Ferrin tinha contrato de dois anos inciado em Julho do ano passado.

Depois de um ano e três meses à frente dos Palancas Negras, o uruguaio, que substituíra o angolano Romeu Filemon, falhou o apuramento aos quartos-de-final do CAN2013 da África do Sul, a qualificação para a fase final do CHAN e Mundial, ambas provas marcadas para 2014.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: