Cabinda - O comandante provincial da polícia nacional em Cabinda, Comissário Eusébio Domingos e Costa, pediu hoje (quarta-feira) aos novos membros de direcção e chefes de áreas nomeados sob despacho do Comandante-geral da Policia Nacional a primarem pela prontidão e sentido de muita responsabilidade nas novas tarefas atribuídas.

Fonte: Angop

Eusébio Domingos e Costa falava no acto de apresentação realizado hoje (quarta-feira) na sala de reuniões do comando provincial, onde foram apresentados 41 novos membros para ocuparem cargos de direcção e de chefia no comando provincial.

Na sua alocução durante o acto, o comissário Eusébio Domingos e Costa disse que, a nomeação de novos cargos de direcção e chefias é uma dinâmica do trabalho dentro da polícia nacional ao nível do comando de Cabinda colocando os oficiais nos lugares em que poderão servir melhor os interesses da corporação e da nação.

" Esperamos dos oficiais recentemente nomeados maior empenho, dedicação porque temos uma confiança nos que foram indicados neste momento ", disse.

Lembrou que, os lugares não são vitalícios porque, temos que ter consciência disso porque, " alguns foram tirados dos lugares para ocuparem outras posições, uns foram exonerados, mas, achamos que, todos foram colocados em lugares onde vão servir de uma maneira positiva ".

Disse, esperar de todos os membros da corporação ao nível de Cabinda uma efectiva colaboração aos novos membros nomeados, assim como do apoio necessário para o bem do trabalho da polícia nacional, esperando destes, resultados positivos nas tarefas diárias.

Dos 41 membros nomeados, destaque vai para os cargos de director da Ordem Pública, do Gabinete do Comandante Provincial, bem como dos Chefes do Posto de Comando, do Departamento de Armas e Explosivos, Protocolo e Relações Públicas e Planeamento e Finanças.

Foram também nomeados, chefes de departamentos integrados, de esquadras policiais, de secções, postos de policia e de policia fiscais e comandante de companhias.

O acto foi assistido por membros do conselho do comando provincial da polícia nacional e da delegação do Minint em Cabinda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: