Luanda – Na capital do país, um grupo de populares convocou uma manifestação pacifica  prevista para o próximo  dia 16 de Novembro, em frente a comarca de Luanda, a fim de exigir do governo a  libertação do menor  Nito Alves que se encontra detido por pretender encomendar  camisolas com dizeres de  prostesto contra o Presidente José Eduardo dos Santos. 

Fonte: Club-k.net

O rapper Brigadeiro 10 Pacotes que faz parte dos promotores da iniciativa, anunciou nas redes sociais que “Vamos protestar no sentido de exigir o Estado angolano a libertar imediatamente do menor de idade NITO ALVES detido por tecer criticas ao Presidente José Eduardo dos Santos.”

 

O músico confirma  que a manifestação  acontece “No sábado dia 16 de novembro a partir das 12 horas com concentração em frente a comarca de Viana em Luanda.”

 

“E para os angolanos no exterior a concentração terá lugar em frente as embaixadas de Angola dos Países a citar: França, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, Portugal e Estados Unidos da América. Ora, estão todos intelectuais convidados desde os membros dos partidos políticos e seus respectivos líderes, membros das ong's, jornalistas, músicos revolucionários somente aqueles que o MPLA nao gosta , poetas, activistas cívicos, escritores, docentes, estudantes universitários e a sociedade em geral”, comunicou.

 

De lembrar que a constituição angolana permite a realização  de manifestação e de reunião sem que os seus promotores solicitem autorização para o fazer. Porém, nos últimos dois anos, o governo do Presidente José Eduardo dos Santos tem impedido os jovens de se manifestarem alegando que as mesmas são ilegais.  Em resposta, o governo angolano envereda pela repressão dos jovens e consequentemente a sua detenção considerada como arbitrária.

 

Varias vozes da sociedade civil e da comunidade internacional tem condenado o governo quanto ao  uso de  violência contra a juventude. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: