Uíge – Um grupo de reclusos internados na Unidade Penitenciária do Uíge ateou neste domingo, 08, na Comarca do Congo, fogo aos colchões e aos diversos objectos que se encontravam no interior da cela, quando tentavam evadir-se da cadeia, informou o director provincial dos Serviços Prisionais.

Fonte: JA
Pedro José Francisco contou que tudo começou às 5h00 quando um dos reclusos convenceu outros a colocarem fogo nos colchões onde dormiam para encontrarem uma oportunidade de fugir.

“Antes disso, o efectivo em serviço apanhou o cabecilha com estupefaciente (liamba) e alguns comprimidos de Diazepam. Às 5h00, ele e mais um grupo de reclusos tiraram os colchões e outros meios que existem nas celas e puseram fogo com o intuito de se evadirem da Comarca”, afirmou.

O director provincial dos Serviços Prisionais disse que depois do fogo se espalhar pelo interior da Unidade, o efectivo em serviço interveio para impedir a fuga de prisioneiros, “uma vez que alguns já se encontravam no tecto das casernas para consumarem a fuga”.

“Foi a partir daí que os nossos efectivos fizeram tiros e um dos reclusos foi alvejado na perna esquerda”, informou.O fogo causou prejuízos avultados, com a destruição de muitos colchões, computadores, a antena de transmissão de rádio, televisores e secretárias.

A pronta intervenção do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros e de outros agentes em serviço foi necessária para apagar o fogo, não se registando queimaduras humanas ou mortes.

A Unidade Penitenciária tem capacidade para 300 reclusos e alberga 680 prisioneiros, sendo 292 detidos e 388 condenados.Uma nova cadeia com capacidade para mais de 600 reclusos está a ser erguida na localidade do Quindoqui, no município do Negage, cujas obras estão na fase final.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: