Luanda - A agência de notação de riscos de crédito Moody´s Investors Service (www.moodys.com) atribuiu pela primeira vez um rating de depósito Ba3/Not Prime, com perspectiva estável, ao BAI - Banco Angolano de Investimentos, s.a. (www.bancobai.ao).


Fonte: BAI / Direcção de Marketing e Comunicação

De acordo com o comunicado de imprensa hoje publicado pela referida agência, a avaliação tem como base “(1) a capacidade do banco de beneficiar do crescimento da economia Angolana, através da sua actividade bem estabelecida, financiada por depósitos do sector empresarial; e a liquidez do seu balanço; (2) sólida cobertura do crédito por provisões; capitalização e capacidade de geração de receita, que proporciona ao banco fundos próprios adequados para absorção de perdas; (3) a qualidade do crédito e custos de crédito elevados; e (4) a avaliação quanto à elevada probabilidade de suporte do governo em caso de necessidade.”


Convidado a pronunciar-se sobre o assunto, o Presidente da Comissão Executiva do BAI – Banco Angolano de Investimentos, s.a., Dr. Mário Alberto Barber, referiu que a decisão de se submeter a esta avaliação pelas agências de notação de risco de crédito, é uma clara demonstração da intenção em melhorar a transparência sobre a solidez da instituição, o modelo de governação e gestão, os seus sistemas de controlo interno e de gestão de risco implantados.


SOBRE O BAI

Banco Angolano de Investimentos, s.a., BAI, fundado em 1996, conta actualmente com 129 pontos de atendimento a nível nacional e cerca de 1.900 funcionários. Está presente igualmente nos mercados de Portugal, África do Sul e Cabo Verde. É actualmente o maior Banco angolano avaliado pelos critérios «depósitos» e «activos», e a sua actividade tem vindo a ser reconhecida internacionalmente, sendo o prémio mais recente “Melhor Banco em Angola - 2013” atribuído pela revista “The Banker”, do grupo Financial Times.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: