Luanda - "As eleições em África são importantes mas não são suficientes; as eleições são um processo de exclusão e precisamos, em África, processo de inclusão." "Criamos os Estados, fizemos os governos mas falta criarmos a nação;". Estas teses foram proferidas durante o discurso de despedida feito quinta-feira no parlamento por Lopo do Nascimento.

 

Fonte: Club-k.net

 


Lopo do Nascimento disse ainda que "hoje, em muitos países do nosso continente o importante para subir na vida é a cor do cartão do partido, o quimbo de onde venho, ou de que raça sou". O nacionalista angolano deixou o seguinte recado para os jovens: "vocês jovens africanos têm de prepararem-se para ajudar a mudar este critério em favor da educação formação e competência".

 

Confira em anexo o discurso na íntegra:

 

{edocs}http://club-k.net/images/pdf/lopodonascimento.pdf, 710, 600{/edocs}

 

Lopo do Nascimento: à saída o discurso para toda a vida política - Marcolino Moco



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: