O primeiro vôo direto entre o aeroporto Quatro de Fevereiro de Luanda e o aeroporto internacional de Pequim decolou sábado. O vôo, de 14 horas, acontecerá duas vezes por semana.

O dinheiro e a mão-de-obra da China desempenham um papel essencial na reconstrução de Angola desde o fim da guerra em 2002. Milhares de chineses trabalham em projetos de construção ao longo de todo o país africano.

Em 2007, as autoridades angolanas concederam mais de 22.000 vistos a cidadãos chineses. Analistas acreditam que a antiga colônia portuguesa dispõe de linhas de crédito com a China que superam quatro bilhões de dólares. Angola, maior produtor africano de petróleo, à frente da Nigéria, é o principal fornecedor de combustível para a China.

Fonte: AFP



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: