Luanda - Os campeões africanos Demarte Pena e Antónia de Fátima “Faia” foram na tarde desta quarta-feira, 16, homenageados em Luanda, em cerimónia dirigida pelo ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba. Na ocasião, o ministro reconheceu os feitos de ambos atletas e, depois de ouvir o historial dos dois, encorajou os mesmos a prosseguirem a luta por mais títulos.

Fonte: Angop
Campeoes.jpg - 67.72 KBDepois de ter lembrado as conquistas da judoca Faia no desporto nacional, o governante dirigiu-se ao lutador de Artes Marciais Mistas (EFC) Demarte Pena,  considerando-o um patriota, por nunca ter se esquecido de levantar a bandeira de Angola no final de cada combate, mesmo sem receber o apoio de qualquer instituição desportiva do país, por residir na África do Sul.

Referiu que as artes marciais e o judo integram o conjunto de modalidades individuais em Angola que, desde 2013, têm trazido mais medalhas continentais ao país. Por este facto, prometeu apoios às modalidades do género. Gonçalves Muandumba solicitou depois a Pena a implantar a modalidade que pratica em Angola, porque  acredita que terá muitos praticantes.

Já a fechar a cerimónia, o ministro afirmou que a galeria dos Desportos, que hoje acolheu Pena e Faia,  passará doravante a ser palco de cerimónias para homenagear os campeões. Na cerimónia, que decorreu no anfiteatro principal da Galeria dos Desportos, foram vários os elogios para os dois atletas,

No final do acto, receberam flores, lembranças e prémios monetários correspondente às medalhas de ouro. Em Angola, a lei prevê o equivalente a 10 mil dólares para os campeões africanos.

Demarte Pena, de 23 anos e natural do Kuando Kubango, mas residente na África do Sul, conquistou o título continental após derrotar o sul-africano Nkazimulo Zulu, por decisão dos juízes após cinco “rounds” de combate do estilo de Artes Marciais Mistas (EFC). A prova, da categoria dos - 61 quilogramas, realizou-se em  Julho último em Joanesburgo, África do Sul. O atleta também conquistou em 2011 o título africano do peso  puma.

Por seu turno, Antónia de Fátima “Faia”, natural de Luanda, tornou-se campeã em Junho último nas ilhas Maurícias, onde conseguiu o ouro na categoria dos menos de 70 quilogramas.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: