Lisboa -  O Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança de Estado, Eduardo Filomeno Barber Leiro Octávio  revela-se decidido em remeter para apreciação da Casa de Segurança do Presidente da República, propostas destinadas a remodelar  as diversas  direções/departamentos  da instituição que dirige.

Fonte: Club-k.net

Eduardo Octávio é dado como estando a perceptivar   a exoneração da  maioria dos diretores nacionais com destaque aqueles que tenham se revelado inadaptáveis ao seu  consulado ou ao  repto que procura imprimir naquela instituição de inteligência domestica.  As direções dos órgãos instrumentais (administração, finanças e etc.) são dadas, como principais  áreas que pretende mexer.

Feliciano Domingos Tânio da Silva, antigo chefe-adjunto ao tempo do consulado de Mariana Lourdes  Lisboa, está  em vias de ser convidado para regressar  para ocupar o cargo de director do  Gabinete de Estudos e Planeamento, em substituição de  Manuel Avelino “Lóló”. Desde que deixou de estar no activo, em 2006, este quadro sénior da secreta domestica   passou a dedicar  a docência   como professor universitário do PIAGET,  apesar de estar com a categoria de  “assessor” do SINSE.

O patrão do SINSE, prevê também ver  exonerado o director para  Luta Contra Subversão Política e Social, Mateus Sipitaly,  descrito como tendo um mandato amotinado com praticas de conflitos de interesse.  Sipitaly que é académico do ISCED deverá  ser objecto de despromoção   passando a director adjunto do  Gabinete de Estudos e Planeamento. 

As manifestações de eventuais  remodelação do SINSE, por parte do seu director-geral,  foram antecedidas com alvoroços, há alguns meses atrás que apresentavam  o Director Nacional dos Recursos Humanos, José Roldão Teixeira, como tendo  o cargo ameaçado em função  de reclamações a seu respeito. Na altura, um  alto funcionário dos recursos humanos  identificado por “Bongue”,  foi inicialmente mencionado como seu potencial substituto,  porém   tem sido  prejudicado com pareceres que o igualam  a conduta de  Roldão Teixeira.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: