Luanda -  Respeitosos cumprimentos.

Ilustre Senhor, chamo-me Walter Cristóvão sou jornalista de profissão. O senhor, certamente, nunca ouviu falar de mim. Sou um grão no meio da areia do mar e estou entre os muitos angolanos que sabem reconhecer o trabalho de outrem. Neste capítulo, quero dizer que o Senhor tem sido uma bênção para a cultura angolana, pois quando muito descriminavam, o Senhor juntou-se ao kuduristas e mostrou acções de vulto nacional e internacional.

Fonte: Facebook

ASSUNTO: Beijo Gay.

Caro Sr. Coréon Dú, quando o seu mais recente trabalho de ficção foi ar na TPA 1, fiquei tão feliz, pois vi que muitas lições tinham sido apreendidas da anterior novela (Windeck). Ilustre Sr, quero nesta minha humilde carta dizer que foi com repugnância que vi a imagem de dois homem se beijarem, emitida pelo canal nacional de televisão. Assim, com o devido respeito,pergunto: Quer ensinar isso às nossas crianças? Quer solidarizar-se com as pessoas de sexualidade alternativa? O que é que o Sr pretende de concreto? O Sr. ouviu a sociedade angolana? Fez algum estudo sobre o impacto desta acção? Reuniu-se com especialistas do Ministério da Família; o Ministério da Cultura, da Educação ou mesmo da Comunicação Social? O Sr conversou com o seu pai? Que conselhos obteve dele? O Sr. ouviu o parecer do PCA da TPA 1? Houve concordância? As pessoas que lhe são próximas, enviaram mensagens de elevada emoção depois de terem visto ou beijo gay!?

Ilustre Sr. gostaria de dizer que nunca vi a Titica se exibir na TPA. Pode já tenha acontecido, mas em escala menor? Pode dizer-me porquê? Já ouviu falar em bajulação? Desculpe-me, fui ignorante em perguntar isso.

Por fim, quero lhe desejar muita saúde e que continue a investir nas artes como faz e bem,mas quero lhe aconselhar a ir com alguma calma,prudência e saber ouvir singulares e verdadeiros,assim como colectivos que emanam de vozes que falam sem se fazer ouvir em gabinetes, a voz do povo; povo que muito te admira! Não deixe escapar esse ganho!

Tenha um santo dia.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: