Lisboa -  Foi desvendado o mistério que desde os últimos quatros  anos se fazia em torno da criação do novo banco privado comercial  “Pungo Andongo”, inicialmente apresentado, como se fosse  parte da iniciativa de interesses próximos a um conhecido bancário angolano.

 Fonte: Club-k.net

Em Fevereiro, de 2013, o jurista Filipe Lemos teria se  assumido como um dos promotores desta iniciativa financeira, em parceria,  com sócios  anônimo  cujos nomes se recusou  revelar.

 

De acordo com informações  devidamente verificadas -  em posse do Club-K -  o Banco “Pungo Andongo”  que usará a abreviação BPAN, está a ser fundado por cinco cidadãos nacionais com destaque para Manuel da Cruz Neto, actualmente a exercer as funções de  Secretário Geral da Presidência da República.

 

Fazem igualmente parte do grupo de sócios, Fábio Denílson Silvone António,  Manuel António Monteiro,  presidente da Federação das Cooperativas agro-pecuárias;  Filipe Lemos Inácio, empresário; e  Marcos Barros da Fonseca, um empresário nascido em Calandunda, que muito investe na sua terra natal.  Marcos Fonseca é igualmente  o  mentor  do  pólo da Universidade Privada de Angola em Malanje “UPRIMA” e PCA do grupo FREIMAR, detentor da fábrica de água “Fonte de Amor”, em Malanje.

 

O  Banco  BPAN  começou a ser idealizado há cerca de quatro anos, mas  somente, em Setembro de 2013, que o Banco Nacional de Angola (BNA),  formalizou o seu pedido de autorização para operar no mercado nacional.   Foi licenciado com a categoria de “banco regional” , com sede, na  rua 10 de Dezembro, bairro azul,  município de Malanje.

 

Apesar de ter já a sua licença de  operacionalidade, o BPAN, ainda não começou a exercer formalmente  as suas actividades comerciais em território nacional. Entre 2012/2013, esteve empenhado na preparação e formação de  futuros quadros que acabariam por “imigrar” para outras instituições  em vicissitudes  da morosidade com que se observou no  período da sua  formalização.

 

Filipe Lemos, o único acionista que tem dado rosto pela instituição  deverá ocupar a posição de administrador executivo do Conselho de Administração.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: