Ao
Presidente da República
 
C/C
- DO PROVEDOR DA JUSTIÇA
- DA PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA JUNTO DO PROCURADOR PROVINCIAL
 
- DO DEPARTAMENTO PARA RELAÇÕESINTERNACIONAIS
- DO GABINETE DO SECRETÁRIO GERAL DO MPLA
- DA SECRETARIA GERAL DO COMITÉ CENTRAL
- DO GABINETE DO COMITÉ CENTRAL PARA CIDADANIA E SOCIEDADE CIVIL  
- DO DEPARTAMENTO DE INFORMAÇÃO E PROPAGANDA DO COMITÉ CENTRAL  
- DO DEPARTAMENTO DE ORGANIZAÇÃO E MOBILIZAÇÃO
- DO DEPARTAMENTO DO COMITÉ CENTRAL PARA A POLÍTICA DE QUADROS
- DO DEPARTAMENTO DO COMITÉ CENTRAL PARA OS ASSUNTOS POLÍTICOS E ELEITORAIS
- DA COMISSÃO DE DISCIPLINA E AUDITORIA DO COMITÉ CENTRAL
- DO 1º SECRETÁRIO PROVINCIAL DO PARTIDO
- DO 2º SECRETÁRIO PROVINCIAL DO PARTIDO
- DO 1º SECRETÁRIO MUNICIPAL DOPARTIDO
- DO 2º SECRETÁRIO MUNICIPAL DOPARTIDO
- DO GOVERNADOR DA PROVÍNCIA DO CUANDO CUBANGO
- DO VICE-GOVERNADOR PARA ÁREA SOCIAL E ECONÓMICO
- DO DELEGADO DA JUSTIÇA DA PROVÍNCIA DO CUANDO CUBANGO
- DO DIRECTOR PROVINCIAL DA EDUCAÇÃO
- DO DIRECTOR PROVINCIAL DA AGRICULTURA
- DO REI PROVINCIAL
- DO REI MUNICIPAL
- DO REI MUNICIPAL DO CUCHI
- DO REI MUNICIPAL DO CUITO CUANAVALE
           
ASSUNTO: DIVULGAÇÃO

Os interesses económicos, mancham os interesses políticos. Como iremos alcançar os objectivos traçados para ganhar as eleições de 2017, se já começamos com as falhas a pré campanha eleitoral, afastando os que com o povo comungam e tudo fazem para irem as urnas e votarem a favor de quem os vem denegrir e os pôr de fora com as exonerações, retirando os terrenos dos autóctones, para vende-los aos brancos vindos de Portugal.



Como é possível um Governador, no dia 10 de Dezembro de 2013, orienta uma senhora de Nome Maria Fernanda Trindade Martins Récio e seu esposo José Carlos Moreira Récio ambos de nacionalidade Portuguesa, para os serviços notarias de Menongue, com um contracto de concessão de terra, com 60 anos de exploração renováveis, a estes portugueses de 57 anos de idade e de 67 respectivamente e, com este comportamento na pessoa que Governa a Província do Cuando Cubango, Francisco Higino Lopes Carneiro, não estaríamos a vender o pais¬?


 
Outrossim, para ver efectivada a acção do Governador da Província, orienta a tentativa de atribuição de Bilhete de Identidade a estes estrangeiros, ao ver-se negado por ilegalidade, criou desavença e mau trato ao coitado do Delegado Provincial da Justiça e Direitos Humanos do Cuando Cubango, Dr. Carlos José Pedro, homem de bom senso e porque sempre primou pela legalidade e fazer cumprir as orientações superiores, o que  lhe esta custar caro uma proposta de exoneração, propondo assim,  em substituição deste, a senhora Dirce, sua amiga e Directora do Gabinete Jurídico do Governo Provincial, por ser sua confidente.



Na sequência do mau trato aos Quadros locais Ngangelas, a senhora Maria de Fátima Intumba Carlos, Directora provincial dos transportes e comunicações, esta igualmente sendo vítima de proposta de exoneração, pelo facto de apresentar notas de cobrança dos táxis urbanos, entregues pelo Ministério dos Transportes para o Cuando Cubango, que o senhor Governador transportou para o Calulo, a sua terra natal. Sempre com mesmo intuito prejudicando os ngangelas que devem andar a pé continuamente e até porque não tem dignidade.



AGORA A TRISTEZA DO POVO NGANGELA

Já não tem representatividade na super estrutura do pais, nem só um Director nacional, como se não bastasse, o Bull-12 ou 4X4, como é conhecido, exonerou todos os vices locais e gizou um grande programa para pôr fim a tribo Ngangela dentro de 50 anos, segundo ele, será esta também orientação de sua excelência Presidente da Republica?



Perguntem ao camarada Jorge Inocêncio Ndombolo do Secretariado do BP, a invenção do Higino carneiro para lixar o camarada  Fernando Mucanda, com a mentira de que este criou o partido politico, tudo para reinar  e exterminar a tribo Ngangela.



Com este comportamento, os tribalistas somos nós, os naturais do Cuando Cubango, como sempre fomos conotados ou o camarada Higino que transporta jovens das Fazendas do Cuanza Sul, para integrara-los na função pública nesta provinca, em detrimento dos jovens locais, atirados ao desemprego?    



Caríssimo Presidente da Republica, na defesa da minoria, o senhor alfer na outrora, Francisco Higino Lopes Carneiro, produziu uma lista de desempregados provenientes para enquadra-los no concurso que a Educação e Saúde prevê    para substituir a exoneração massiva dos quadros locais que não se sabe a razão. O mesmo diz que vai sair, mas tem que deixar o seu estaff no Governo para dar continuidade dos seus interesses na província. De notar que Higino Carneiro, logo a sua chegada, exonerou e transferiu compulsivamente todos quadros locais (Ngangelas) para os municípios e Comunas longe da Sede do Governo Provincial.  



O mesmo alega que está a cumprir orientações do camarada Presidente da Republica, não só porque a nomeação que lhe foi feita, foi motivada por se tratar de alguém que possuí muito dinheiro, até as obras sociais que executa (escolas, postos médicos, hospitais estradas, etc.) tem sido com uso do seu próprio dinheiro, segundo ele, motivo pelo qual estas obravas são adjudicadas directamente aos brancos, em detrimento  das pequenas e medias empresas locais.



O governador, diz mesmo que depois do Presidente da Republica, ele, é o segundo na hierárquica do pais, e espera substituí-lo, pois tem muito dinheiro, população e economicamente realizado para o apoio da sua intenção.



Hoje no Cuando Cubango, o 4x4, é o Cemitério do Orçamento do Governo, perguntem onde foram os (41) Bilhões de Kwanzas que o arquitecto da Paz, ENGº José Eduardo dos Santos, deu para (129) cento e Vinte e Nove projectos.   

 

Nós o povo Ngangela, estamos agastados com as atitudes do Governador da Província do Cuando Cubango.


 
Angolanos, estamos mais uma vez a recordar o tempo anterior ao calar das armas , dois jovens ao serviço do rico 4X4, foram por necessidade financeira, imbuídos a recolha de mercúrio na localidade do Mbala Tchavu que por desabamento de terra, conheceram a morte imediata e sem merecerem um funeral condigno.


 
De um tempo a esta parte, o Higino Carneiro, criou pistas privadas (Aeródromos) em zonas recônditas, sem controlo policial, onde as suas aeronaves aterram, com estrangeiros desconhecidos  que circulam em toda província, hospedando-os nos seus hotéis, sem passaporte.



Devastou a fauna do Luiana (Município do Rivungo) onde contratou um grupo de sul africanos, especialistas da matéria, para captura de muitas espécies de animais, como seja:

Rinocerontes, Elefantes, Palanca Real, Girafas, Avestruz, etc. e que por  excesso de ganância na captura, foram aplicando doze  elevada de produto químico que originou morte maciça e abandonados pela mata fora.  

 
 
Após tudo, pedimos sua excelência, camarada Presidente da Republica ,ENGº José Eduardo dos Santos , que retire o senhor Higino Carneiro muito antes do dia 31 do corrente mês e ano.



Porque tanto protocolo para retirar o Higino nesta Província, o que não tem sido nas de mais províncias?

Mais não dissemos, saudações;



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: