Luanda -  O Conselho Nacional dos Ativistas de Angola vem por este meio, informar que amanhã (Sábado) dia 04 de Abril dia da paz, que todos os ativistas fiquem atentos aos gritos de alvorada nas ruas de Luanda, para os de Viana a concetração defronte ao alimenta Angola, no bairro do chimuco, rua da pracinhado chimuco iremos demostrar ao governo angolano e Luanda em particular, que nós durante estes 13 anos de paz só há maltratos, violações dos direitos humanos e abusos compulsivos de poder por parte daqueles que dizem nos representar.

Fonte: Club-k.net

Mas contudo a gente sabe bem o que eles representam, são os seus bolsos e o poder currupto que estes velhos detenhem desde a independencia, chegou a hora da mudança porque um dos principios fundamentais da democracia é a alternancia algo que não existe desde o assalto que José Eduardo Dos Santos tomou em 1979.

Até ao momento atual perpetuam-se injustiças em várias localidades do país, umas mais alarmantes e outras não muito preocupantes, e como exemplos desta posilga politica temos dois exemplos mais recentes:

1. Caso Cabinda: É do conhecimento geral do povo que na data de 14 de Março perpetuaram-se graves atentados aos cidadãos do Enclave de Cabinda, por simplesmente protesterem contra o Governo de Cabinda por reclamação de violações dos Direitos Humanos e má governação por parte do governo local, e contudo os autores intelectuais de tal protesto, foram encarcerandos até a momento de hoje sem data de saída prevista e nem julgamento podemos tratar esta intervenção governantal e policial como uma prisão domiciliar e um grave abuso aos direitos e liberdades fundamentais destes dois cidadãos nacionais nomeadamente:

Arão Bula Tempo e José Marcos Mavungo presos politicos em tempos de paz algo que representa uma vergonha para esta nação.

2. Caso Lobito: O segundo caso é o mais insolito dos casos, que todo que é angolano e parte integrante desta grande nação sabem, que é o acidente do Lobito algo incompreensivel pois aquilo além de algo calculavél e nefasto é um acidente que devia ser contido e o governo de Angola e Benguela no geral sabia, que aquilo cedo ou tarde iria suceder pois não é a primeira vez que acontece algo do género no País e naquela provincia, mas sem muito assunto a relevar o povo sabe que a culpa é do executivo por não tomar devidas medidas de segurança para que o pior não sucedesse mas sucedeu, isso não é admissivel em qualquer local do mundo, pois a vida está em primeiro lugar. A mais pura verdade é uma, o governo de Angola matou os populares do Lobito por negligenciar a vida e os cidadãos nacionais.

A hora da concentração será as 00 horas nas ruas de Luanda todos trajados de roupa preta.

SUBSCREVEMOS:

Rabi D. Freitas

Manuel Nito Alves

Raul Mandela

General Mc Life

Para mais informações contactar o terminal: 912537889



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: