Carioca - O morro Dona Marta é o primeiro do país a ter um serviço gratuito de internet banda larga. Foi instalado pelo governo do Estado.

Moradores de um morro carioca começaram a experimentar nesta segunda as possibilidades da tecnologia que liga um computador ao mundo. A favela ganhou acesso gratuito à internet.

No primeiro dia, os monitores estão afinando o sistema para ensinar aos futuros internautas do morro Dona Marta. Nessa comunidade, de quase dez mil moradores, a maioria ainda não tem computador.

“Uma oportunidade dessas tem que agarrar com as mãos, é maravilhosa, tem muitos conhecimentos e adquirir experiência, aprender mais”, disse o monitor Márcio Santos.

Nos últimos anos, quem mais tem comprado computadores é o consumidor com renda familiar entre três e cinco salários mínimos, segundo o comitê gestor da internet no Brasil. É o público do Dona Marta.

O morro é o primeiro do país a ter um serviço gratuito de internet banda larga. Foi instalado pelo governo do Estado.

Cileide dos Santos mora há 38 anos no Dona Marta, aprendeu a navegar sozinha e acha que um serviço de graça é ainda melhor pra quem deseja descobrir as boas coisas da internet.

“Você já tem tudo a mão, só acessar, você já compra, você namora, você troca fotos, quer dizer, tudo mais fácil e mais rápido”.

O sinal vai ser transmitido via rádio por 16 antenas instaladas em diversos pontos do morro. A rede sem fio vai permitir um acesso maior dessa comunidade à internet e também poderá aproximar o morro do asfalto.

A internet é uma ferramenta útil para diminuir o preconceito criado pela diferença social. O professor de dança Thiago Firmino de Oliveira pensa assim, lá no alto do morro onde vive.

“Um amigo meu tem internet com wireless na Barra, eu também tenho aqui no morrão, quer dizer, devagarzinho, a gente vai se igualando. Não tem motivo de eu não me orgulhar de ser do morro e tenho agora internet wireless”.

Fonte: Globo



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: