Lisboa - Silvestre Tulumba Kaposse, é um antigo motorista de taxi  que depois de a sorte lhe bater as portas - pelas mãos do general Kundi Paihama – tornou-se num dos mais notabilizados empresários que opera no sul de Angola. Kaposse é oriundo de uma família pobre proveniente do município do Kipungo, província da Huíla, onde nasceu em 1981.

Fonte: Club-k.net 

Inicio nos negócios

 

Tulumba Kaposse começou como taxista na cidade do Lubango, atividade que desligou-se em 2002, altura em que se juntou a um tio Francisco Abílio Lumbamba. Ambos passaram a dedicar-se na compra e venda de viaturas   e tinham  como principal cliente o governo provincial da Huíla. Na sequencia de um mal estar ele  afastou-se do tio pondo também fim a parceria comercial.

 

Agora, trabalhando sozinho, Silvestre Kaposse estabeleceu contatos com um antigo amigo do seu falecido  avo que estava a trabalhar no governo central  como ministro da Defesa Nacional, de sua graça, Kundi Paihama. O então ministro disponibilizou-se a injetar  dinheiro no seu negocio de compra e venda de viaturas  concretizando assim a sua expansão, na região sul de Angola.

 

Ligações com K. Paihama.

 

Apesar de ser conhecido como o “sobrinho de Kundi Paihama”, a verdade é que ambos não tem nenhuma ligação familiar.  Paihama foi apenas amigo do avo de Silvestre Tulumba Kaposse , ambos oriundos do  Kipungo.

 

A fama de ser “sobrinho” de Paihama surgiu em Abril de 2006, quando Tulumba completou 25 anos de idade e convidou o general Paihama. Nesta festa que se realizou no restaurante Enigma, o general Kundi Paihama pediu a palavra para enaltecer o jovem   empresário  aniversariante  e  seus  irmãos apresentando-os  como se fossem seus netos.

 

Paihama teria dito mais ou menos assim “estes aqui são meus netos, estão a dizer que eles vendem droga e estão envolvidos nos negócios da camanga, quem meter-se com eles vai se ver comigo”.

 

Nesta festa estavam gerentes bancários e outros empresários locais. Desde então as pessoas ficaram com a impressão de que os irmãos Kaposse fossem familiares diretos de  Kundi Paihama.

 

Paihama e Tulumba tem agora uma relação bastante privilegiada e de confiança. Sempre que o general viaja para a cidade do  Lubango é escoltado por  três carros da empresa do jovem empresário que o apanha no aeroporto. Os irmãos Silvestre tornaram-se também gestores das empresas de Paihama, na província da Huila.

 

Em 2010, Tulumba teria encurtado os contatos com  Paihama e ao mesmo tempo se aproximou ao então presidente da Assembleia Nacional, António Paulo Kassoma. Neste mesmo ano, a empresa de Tulumba, forneceu viaturas para os funcionários da Assembléia Nacional, num acordo firmado com Paulo Kassoma.

 

Expansão dos negócios

 

Em 2007, Silvestre Tulumba e os seus irmãos criaram a empresa de transporte SRR (Silvestre, Rui, Rafael), cuja atividade para além de venda de viaturas, era a transportação de combustível da petrolífera estatal Sonangol, para as outras localidades de Angola, com realce as Lundas. Nas eleições de 2008, a sua empresa vendeu carrinhas usadas para a campanha do MPLA.

 

Em Junho de 2009, foi criada a empresa privada Serviços Executivos Aéreos de Angola, Limitada. (SEAA) na qual Silvestre Tulumba foi o seu gestor principal. Em Outubro, deste mesmo ano a Embraer, empresa de avião brasileira anunciou a venda de três jatos usados para a SEAA. Tulumba foi citado pela agencia Lusa, na altura anunciado as rotas que os aviões iriam fazer em Angola.

 

As aeronaves foram inicialmente usadas para apoiar os governos províncias mas depois a SEAA faliu e as aeronaves foram vendidas para a uma empresa angolana  Air26, do dirigente do MPLA, Frederico Cardoso. A Air26 foi a falência a poucos anos ficando sem se  saber sobre os destinos dos aviões.

 

Desavença com os irmãos

 

Em 2010, os irmãos começaram a ter desavença. Rui Silvestre, 32 anos de idade, desligou-se da SRR, cuja gestão passaria então para o seu irmão Silvestre  Kaposse. O desentendimento entre os dois começou quando Rui faz uma viagem a Namíbia e Silvestre, por sua vez, teria encontrado neste período, a   esposa a conversar com alguém num hotel, no Lubango. Este julgou que a cunhada estaria a atraiçoar e passou a hostilizar-lhe  expulsando-a do meio familiar. Quando Rui chegou ao país discutiu com o irmão advertindo-o que ele não tinha   competências para tirar a sua esposa de casa e desde então a relação entre ambos esfriaram-se.

 

Rui Silvestre ficou com a CONSTERRA – empresa de construção, que ambos partilhavam e  passou a trabalhar com o governador provincial de Benguela, Isaac dos Anjos tendo se mudado para esta mesma província.

 

Por sua vez, Silvestre Tumbula criou, neste mesmo ano, a holding S.TULUMBA - Investimentos e Participações, Limitada congregando as suas empresas. Criou a Sul-Motor e tem também a IMOSOUL, empresa que diz-se ter ganho o concurso para construção da nova centralidade da cidade do Lubango.

 

O gestor principal dos seus negócios é Jeremias Miguel, 43 anos de idade, natural do Cunene. É conhecido como o seu homem de confiança.

 

Encontro  com Presidente JES

 

Durante a campanha das eleições de 2012, o empresário Silvestre Tulumba organizou um almoço para uma delegação do MPLA, chefiada pelo Presidente Dos Santos que deslocou-se a província. O almoço foi realizado no hotel Serra Chela pertencente a Tulumba.

 

Neste dia do almoço, Silvestre Tulumba teve o privilegio de se sentar na mesma mesa ao lado de JES. Diz-se que desde então, sempre que há eventos promovidos pela presidência angolana ou pelo MPLA, em Luanda ele passou a ser convidado.

 

Estilo de vida e reputação

 

Desde 2013, que mudou-se para Luanda. Estendeu a sua rede de contatos e aproximou-se da deputada Tchizé dos Santos. Ambos vivem no mesmo condomínio, em Luanda apesar de se terem conhecido no Lubango.

 

Diz-se que gosta de estar no centro das atenções. A evidencia é apoiada nos seguintes pontos a saber:

-           Nas eleições de de 2008, ofereceu a cada governador provincial uma viatura de marca Land Cruizer.

-           Em Outubro de 2011, ofereceu 30 mil dólares a cada jogadora de basquetebol da seleção feminina de Angola que foram consagradas campeã africana.

-           Em Abril, deste mesmo ano, por ocasião da data do seu aniversario, no Lubango, convidou vários dirigentes do MPLA e Ministros idos de Luanda, muitos dos quais não eram conhecidos seus. Tulumba responsabilizou-se pela hospedagem no seu hotel Serra da Chela.

- Tem a sua disposição um avião Falcon, usado para fins particulares. Pelo menos é com este avião que teria efectuado uma viagem para os Estados Unidos da América.

 

De acordo com pareceres de figuras próximas, Tulumba, é uma pessoa que desaprecia ouvir conselhos. Porém apesar de ter estudado até a oitava classe, os amigos admiram o seu gesto de ter apostado na formação acadêmica dos seus irmãos mais novos despachando-os para o exterior. A saber: Rui kapose (Estudante de direito), Rafael Arcanjo Tchiongo Kapose, Severiano André Tyihongo Kaposse “Chi” (formado em gestão no Dubai), Felix Kapose (Estudante em Portugal), e Jurema.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: