Luanda - Dois jovens morreram e outros 50 ficaram feridos em um tumulto registrado sabado na entrada do estádio Dois Coqueiros, em Luanda, onde o papa Bento XVI celebrou um encontro com dezenas de milhares de jovens.

Segundo disse à agência Efe uma médica plantonista do Hospital Josina Machel, que não se quis identificar, um rapaz e uma moça, de idade entre 16 e 17 anos, chegaram ao hospital mortos, após um tumulto nas portas do estádio quando tentavam entrar no local.

A médica explicou que outros 40 jovens ficaram feridos na confusão tinham sido atendidos e receberam alta, e que outros dez tiveram de ser internados.

Um porta-voz da Polícia assinalou à Efe que investiga o fato e não forneceu outros detalhes. O policial disse que "uma nota oficial sobre o incidente será divulgada nas próximas horas".

O encontro com os jovens aconteceu no segundo dia do papa em Luanda, onde desde ontem milhares de pessoas percorreram o centro da cidade cantando, dançando e rezando, à espera do momento de ficar frente a frente com o pontífice, de 81 anos.

Morte de jovens causou 'dor' ao papa, afirma Vaticano

O porta-voz do Vaticano, Frederico Lombardi, disse que a morte por esmagamento dos dois jovens angolanos no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, causou "dor e desconcerto" ao papa Bento 16 e a comitiva papal.


O porta-voz do Vaticano afirmou que Bento 16 apenas soube das mortes às 20h locais, duas horas depois do fim do encontro do pontífice com milhares de jovens angolanos.

Os jovens já chegaram mortos ao Hospital Josina Machel, vítimas de esmagamento. No mesmo hospital deram entrada oito feridos.

Outros dez feridos foram tratados nos postos avançados, junto do Estádio dos Coqueiros, sendo que nenhum destes feridos corre risco de vida, acrescentou a mesma fonte.

A Direção Nacional de Investigação Criminal já está acompanhando as circunstâncias que provocaram a morte dos dois jovens.

De acordo com Paulo de Almeida, segundo-comandante geral da Polícia Nacional angolana, o incidente aconteceu por volta das 12h locais (9h em Brasília), quando os portões do Estádio dos Coqueiros foram abertos para a entrada aos milhares de jovens que se encontraram nesta tarde com o papa.

Fonte: EFE - Agência EFE/Lusa



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: