Embora em melhor posição face às situações extremas do Myanmar (Ásia), Sudão, Chade ou Somália (África), a antiga colónia portuguesa obtém uma classificação de 2,2 pontos numa lista regional de 52 países analisados à luz do último Corruption Perception Index (CPI), publicado em Setembro do ano passado.

Angola surge colocada no 37º posto entre Estados africanos e é o 147º na lista global que analisa cerca de 180 países em todo mundo.

Comparativamente, o Botswana e a África do Sul - os «mais transparentes» no mapa regional - obtêm pontuações de 5,4 e 5,1 pontos, respectivamente.
 
Outros países de expressão oficial portuguesa estão classificados do seguinte modo: Cabo Verde (3º «menos corrupto», com 4,9 pts); Moçambique (20º «mais transparente», com 2,8 pts); São Tomé e Príncipe (24º «mais transparente», com 2,7 pts). Ao nível de Angola no índice regional, está a Guiné-Bissau, com a mesma classificação (2,2 pts e 37º «menos corrupto» entre 52 países), merecendo um lugar ex-aequo na lista global (147º), juntamente com a Nigéria.
 
Fonte: Diario Digital



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: