Luanda - Novos indicadores mostram  “consolidação” de poderes e a aceitação interna de Oliveira João Sango na nova direcção do Serviços de inteligência Externa (SIE), onde ocupa o posto de Director Geral, antes exercido por Fernando Miala.

Uma apreciação interna, nota que tal aceitação tera afundado os rumores postos a circular nas oficinas do SIE, em Setembro do ano passado, que faziam alusão a um premeditado afastamento do actual DG que era alcunhado por  “Chefe Virtual”. Os seus substitutos, segundo os rumores, seriam  os Brigadeiros,  Gilberto Veríssimo e João  Massano, o DG adjunto e o inspector da Inteligência Militar, respectivamente.

Os indicadores de aceitação são descrito pela apreciação dos funcionários, observação vinda do Gabinete presidencial e apreciação externa. A Saber:

 - Visivel domínio das estruturas por parte de Sango na qual executou um novo plano de estruturação administrativa do SIE e respectivos comentários positivos dos quadros -
- Formatação e estimulo a quadros jovens aptos a serem colocados no exterior
- Há conhecimento de pareceres plausiveis sobre a nova estruturação do SIE feitos pelo Chefe da Secreta Cubana, Eduardo Delgado Rodriguez, quando esteve em Luanda acompanhar o Presidente Raul Castro.

O SIE havia perdido o seu “peso” com a saída compulsiva do Ex DG, Fernando Miala, em 2006. Há no entanto confirmação de que o assunto de afastamento de Oliveira Sango, nunca foi admitido no Gabinete Presidencial pelo que se presume ter sido, rumores simulados internamente para fins inconfessos.

Afastamento de Oliveira Sango de DG da Inteligência Externa

Os Servicos de Inteligencia Extena

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: