Bona - O Jornalista Manuel Vieira é o novo e segundo correspondente em Angola da experimentada  Rádio DEUTSCHE WELE da Alemanha. Vieira é presentemente,  chefe do departamento de informação da Rádio Ecclésia.

De acordo com apreciações na cidade de Bona, a escolha de Manuel Vieira decorreu depois de um concurso lançado a partir de Colónia – Alemanha pela redacção da secção em português da estação que procurava uma segunda voz para dar, com rigor, informações sobre e de Angola. Ao concurso participaram vários jornalistas ligados a diferentes rádios.
 
Manuel Vieira é um dos membros efectivos em Angola do FAIR - fórum dos jornalistas investigativos de Africa, do qual Suzana Mendes, editora chefe do jornal Angolense é a coordenadora. Vieira é um dos principais animadores do programa “discurso directo”, entrevista de figuras na Rádio Ecclesia, debate informativo aos sábados para alem de editor da manhã. Segundo algumas vozes, a escolha de Manuel Vieira terá sido ditada pela sua experiência como correspondente na Huíla da secção em português da “Voz da América” em época sensível do país (1999- 2002) e o seu desempenho na conhecida “rádio dos padres”.
 
Ao que se sabe, o actual correspondente é Moura Jorge, que também assina os seus trabalhos jornalísticos como António Carlos, um dos coordenadores de notícias e desporto da TV ZIMBO e com passagem pela RNA (Saurimo - Lunda Sul) Rádio 5, canal desportivo da Rádio Nacional (Luanda) e Rádio Ecclesia em Luanda da qual foi editor. Moura Jorge também passou com redactor pelo jornal da igreja católica O’ Apostolado ( www.apostolado-angola.org).
 
Até a pouco tempo, um dos jovens requisitados para ser correspondente foi José Kundi, um jovem jornalista oriundo do Lubango, com passagem pela Rádio 2000. Kundi é descrito como próximo do actual ministro da Defesa, Kundi Paihama de que se diz sobrinho. Ele esteve vinculado a Rádio Despertar da UNITA e actualmente é um repórter da TPA.
 
Pela Voz da Alemanha, participaram como correspondentes em Angola, com destaque para Arlindo Macedo, um quadro da RNA com salário de director da Rádio 5, mas sem executar de facto a tarefa. Macedo, é um dos jornalistas com mais créditos em Angola. Supostas clivagens que a actual hierarquia da comunicação social, o terão atirado para o cargo/ não cargo que desempenha. Outro dos correspondentes foi Tandala Francisco, um jovem jornalista com créditos firmados no capítulo da imprensa escrita, a saber, AGORA, EBONET e actualmente no jornal A Capital do qual é director desde a fundação desta publicação.
 
Resta saber se Manuel Vieira, um dos jornalistas que tem sido solicitado a abandonar o órgão em favor da TV Zimbo ou Rádio Mais, meios de comunicação social próximos ao regime, vai conseguir nas suas correspondências mandar a realidade do país, numa altura em que a média em Angola está claramente “amordaçada” pelo poder do MPLA, ministros influentes e demais poderes paralelos como o ainda a tenebrosa secreta e as suas “antenas”.

Fontes indicam que o actual novo e correspondente da Rádio “Voz da Alemanha”, também conhecida por DEUTSCHE WELE, tem rejeitado,  por suposto motivo de  convicção as propostas que tem recebido. O mesmo se aplica a sua colega de redacção Margareth Nanga Covie.

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: