Luanda -   Escrito por Filipe Zau e interpretado por Filipe Mukenga, a obra vencedora do concurso para o hino do CAN está em «banhomaria » porque alegadamente o mais alto magistrado da nação ainda não a ouviu, segundo disseram ao Semanário Angolense fontes geralmente bem informadas.

É por esta razão que depois do anúncio dos resultados do concurso e de no primeiro dia a principal estação radiofónica do país (a Rádio Nacional de Angola) ter posto a tocar em diversas ocasiões, de um momento para o outro deixou de ser ouvido em todas as rádios desse grupo público.

Ao que o nosso jornal apurou, depois da aprovação do «chefe» tudo voltará ao normal. Mas a nossa fonte não soube precisar o que acontecerá na eventualidade de o Chefe de Estado não gostar do hino.

«Angola país do futuro», é assim que se intitula o hino, mereceu rasgados elogios do vice-ministro da Juventude e Desportos, Albino da Conceição, no dia da divulgação dos resultados do concurso. «O hino transmite o espírito de angolanidade pretendido pela organização do evento», disse na segunda-feira passada, 23.

Contacto pela nossa reportagem, Leopoldo Bayo, ofi cial de informação do Comité Organizador do Campeonato Africano das Nações (COCAN), disse não estar em condições de avançar qualquer comentário a respeito da notícia, que não desmentiu, nem confi rmou.

Tema relacionado:

Vice-ministro enaltece espírito do hino do CAN2010

Fonte: Semanario Angolense



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: