Lisboa - A edição portuguesa da revista Playboy vai ser distribuída em Cabo Verde, Angola e Brasil, revelou à Lusa fonte da Frestacom, a empresa responsável pelo lançamento da revista de Hugh Hefner.

 "Queremos distribuir para Cabo Verde, Angola, Brasil e também França, para a comunidade portuguesa", disse à Lusa o coordenador de operações da Frestacom, Jorge Martins.

De acordo com o responsável, as vendas do primeiro número da revista, lançada no final de Março, têm corrido "melhor do que o esperado".

"Em três dias vendemos cerca de 30 mil exemplares", revelou.

A revista foi trazida para Portugal pelo grupo internacional Fresta Corporation, que criou em Portugal a Frestacom.

A Playboy Portugal conta com uma redacção com 23 colaboradores, entre eles o escritor Pedro Paixão, o humorista Nuno Markl e o ilustrador Nuno Saraiva.

O primeiro número da revista teve uma tiragem de 100 mil exemplares e a média mensal deverá rondar os 80 mil.

Com um preço de capa de 3,95 euros, a revista tem "quatro grandes eixos" - Grande Entrevista, Playmate, Vinte Questões, Capa - e "reportagens de fundo".

A revista criada por Hugh Hefner há 55 anos está presente em 25 países.

Recentemente, o grupo anunciou que, a 01 de Maio, vai encerrar os seus escritórios em Nova Iorque, no âmbito de um plano de redução de custos, provocando o despedimento de cerca de cem pessoas.

O processo de encerramento destes escritórios enquadra-se num plano de redução de custos e de reorganização da empresa, que irá agrupar todas as publicações do grupo na cidade de Chicago.

O grupo Playboy disponibilizou recentemente na Internet 53 edições da revista - de 1954 a 2007 -, acessíveis de forma gratuita para maiores de 18 anos.

Tema relacionado:

Miss Angola 2007 em “Play Boy” americano

Tatiana em Play boy – vídeo

Fonte: Lusa



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: